Aplicativo ajuda emissora de TV do Azerbaijão a disseminar notícias em ambiente de censura

porChristopher Guess
Mar 20 em Jornalismo móvel

O Azerbaijão é um país horrível para jornalistas nos dias de hoje. O Comitê para a Proteção dos Jornalistas o classificou no ano passado como um dos 10 países no mundo onde os meios de comunicação enfrentam o maior número de restrições.

Meydan TV, a última emissora de notícias independente no país, está tentando fazer algo sobre isso. De acordo com suas estatísticas internas, a Meydan TV alcançou um sexto da população do país no mês passado. Um terço de todas as pessoas no Azerbaijão no Facebook "curtem" o canal. A equipe é tão boa que teve que fugir do país e abriu uma redação em Berlim, mas trabalha com uma rede de jornalistas e produtores secretos e freelancers ainda no país. A advogada de direitos humanos Amal Clooney até concordou em defender uma de suas repórteres atualmente presa em Baku. Dizer que as acusações contra a jornalista são falsas é pouco.

A Meydan TV também é membro da rede Organized Crime and Corruption Reporting Project (OCCRP). No mês passado, a equipe entrou em contato comigo para pedir conselhos depois de ficar sabendo do meu app Push através do OCCRP. Eu escrevi em dezembro sobre o app que construí para ajudar organizações de notícias pequenas a disseminarem seu trabalho. Eu também dei algumas palestras sobre o assunto.

A Meydan TV estava pesquisando aplicativos móveis nos valores de €20.000 a €R50.000 (cerca de US$22.000 a US$55.000) para cada app de iOS e Android. Eu vi isso como um grande teste para o segundo lançamento do Push e falei para a equipe, que ficou muito feliz, pois em vez de seis meses e €50.000 eu poderia (no meu trabalho de bolsista Knight, com recursos para introduzir inovações) desenvolver um app em poucas semanas a uma fração do custo.

Este mês, lançamos os aplicativos no Google Play Store e iOS App Store. Além dos recursos mencionados anteriormente -- leitura de notícias, cache offline, busca e notificações -- o novo aplicativo Meydan adiciona suporte personalizável a múltiplos idiomas e players de vídeo totalmente integrados com YouTube (e mais plataformas de vídeo a caminho -- se você precisar me avisa ).

Uma das melhores coisas que a realização deste segundo build-out me permitiu fazer foi codificar o processo. Em vez de ficar sonhando, desta vez tive espaço para solidificar a abstração e construir impulso para a plataforma que eu imaginava. Recursos ausentes do aplicativo OCCRP, como players de vídeo e suporte a múltiplos idiomas, foram adicionados e expandidos. Além disso, como praticamente todo o código é compartilhado entre todas as versões do aplicativo Push, eu também posso começar a automatizar um monte de processos e reduzir o tempo do programador ainda mais.

Com apenas programação modesta (um arquivo básico de configuração, arquivos de tradução e alguns ícones), você pode ter um iOS e Android construído e funcionando, mesmo sem abrir ferramentas para desenvolvedores.

O que isto significa, basicamente, é atualizações automáticas para quem quer usar Push em sua própria redação. Quando novos recursos são liberados, você simplesmente vai rodar um pequeno programa para reconstruir o aplicativo apontando para uma nova versão do código e vai ter (normalmente) a garantia de um aplicativo perfeitamente atualizado pronto para ser carregado pelas lojas e baixado por sua multidão de leitores ou espectadores.

Eu já estou bem embrenhado nesse caminho; as atualizações já estão quase prontas para serem lançadas, na verdade. [Nota: Se você é um programador Ruby, favor entre em contato. Meu e-mail é cguess@gmail.com].

Enquanto isso, por favor, confira uma reportagem fantástica do Meydan sobre o Azerbaijão, incluindo investigações sobre acusações de corrupção contra a família Aliyev que manda no país.

Imagem principal sob licença CC no Flickr via Christian Hornick