50 dicas para jornalistas iniciantes

porDavid Brewer
Feb 27, 2011 em Jornalismo básico

Um leitor do sudeste asiático do site Media Helping Media do sudeste asiático escreveu pedindo algumas dicas sobre como se tornar um jornalista. Acho que passamos milhares de dicas ao longo dos anos, mas em vez de caçar materiais escritos por outros, achei que valia a pena dividir com vocês as 50 primeiras dicas que me vieram em mente. Então, aqui estão 50 dicas para futuros jornalistas:

  1. É uma vocação, não um trabalho
  2. Você nasce com um senso de notícias; isso não dá para ser ensinado
  3. Seu dever é fiscalizar o executivo e iluminar lugares escuros
  4. Todo o jornalismo deve ser investigativo (apurar onde outros não apuram) ou de testemunha (em que vê e ouve o que os outros podem ignorar)
  5. Você está de plantão 24 horas por dia (não pára quando o turno termina)
  6. Não espere ser dado matérias, seu trabalho é encontrá-las (seguir um comunicado de imprensa ou assistir a um evento faz parte do processo, mas o jornalismo real é encontrar conteúdo original)
  7. Seu trabalho é fazer perguntas, pesquisar informações e descobrir fatos e, em seguida, entregar esses fatos para o público da forma mais eficaz (você trabalha em benefício do seu público e têm a responsabilidade de bater nas portas dos poderosos e influentes, em nome do seu público-alvo)
  8. Viva a sua vida pela regra de que "se não fosse por você o mundo nunca teria conhecido" tal informação. (Se você só cobrir informações já recicladas por outros, só estará fazendo metade do trabalho)
  9. Sempre esteja trabalhando em sua própria investigação e chegue a algo original (tenha uma lista de idéias de pauta para trabalhar)
  10. Não viva uma vida guiada por agências de notícias (por uma semana tente produzir conteúdo sem olhar para as notícias de agências e releases)
  11. Não siga a competição, tente estar à frente, buscando suas próprias matérias e ângulos
  12. Sempre verifique o quarto parágrafo de um release de notícia; lá pode ter algo sobre o fechamento de vagas ou outras más notícias que podem ser de maior interesse para o público
  13. Transmita e publique informação para seu público, não para a sua própria glória ou a aprovação dos colegas
  14. Cuide e alimente seus contatos, não apenas os explore e esqueça
  15. Aplique o mesmo rigor jornalístico para aqueles com quem você trabalha
  16. Você não tem favoritos
  17. Não faça acordos
  18. Não aceite presentes; a conta irá acabar em sua porta algum dia
  19. Não faça exceções
  20. Respeite a privacidade
  21. Tome notas e as mantenha seguras
  22. Olhe para atrás quando estiver refazendo os passos
  23. Conheça os fatos
  24. Conheça os seus limites
  25. Verifique e verifique novamente
  26. Tenha cuidado em escrever o que você pensa que escreveu
  27. Sempre peça a um segundo par de olhos para verificar seu texto, mesmo que essa pessoa não seja jornalista
  28. Resista à pressão de trabalho de ter uma boa introdução e sensacionalizar o título, se a história é ruim, trabalhe em outra coisa
  29. Deixe uma nota ao ir disfarçado, apenas por precaução
  30. Mantenha um diário de histórias cobertas e as acompanhe por três meses, se a história vale a pena se apurada, provavelmente vale a pena ser seguida
  31. Mantenha cópias de todos os e-mails, textos, datas de telefonemas e não se esqueça de nunca jogar fora seu caderno de anotações
  32. Confie nos seus instintos ao fazer a pesquisa, mas mantenha-se aos fatos quando produzir a transmissão ou publicação
  33. Verifique as ruas laterais quando há um incêndio na rua principal
  34. Perceba que o político sempre terá um roteiro
  35. Cuidado com aqueles que gostariam de vê-lo desacreditado
  36. Lide com seus próprios motivos, gostos, desgostos, sentimentos, crenças; eles não devem ter impacto na sua prestação de um jornalismo equilibrado, imparcial e objetivo
  37. Não coloque entrevistados em perigo
  38. Respeite a propriedade intelectual, desde um comentário até o conteúdo gerado pelo usuário-- sempre reconheça-os
  39. Nunca use 'teremos que esperar para ver' ou 'o tempo é que vai dizer', se você não sabe como a história vai acabar
  40. Nunca diga que "a vítima não foi identificada"; elas foram, logo após o nascimento. O que você quer dizer é "a polícia não divulgou o nome da vítima"
  41. Em inglês, 'more than' significa quantidade, 'over' é para altura
  42. Não use palavras longas quando palavras curtas dão conta
  43. Evite sub-cláusulas que podem complicar e obscurecer as informações que você está tentando transmitir
  44. Transmita um sentido de urgência apenas quando é apropriado, mas permaneça honesto e não inflacione a importância se a notícia não a merece (*)
  45. Nunca bajule com respeito, se nenhum deles é devido (*)
  46. As pessoas nunca evacuam, edifícios e os intestinos evacuam
  47. Seja sensível ao bater na porta das vítimas, alguns vão querer convidá-lo para uma xícara de chá, mostrar-lhe fotos preciosas de família e podem deixá-lo levar uma com você; outros vão saltar os cachorros em você
  48. Os boatos são úteis para lhe alertar sobre uma matéria em potencial, mas não são notícia até que sejam verificados
  49. Seja minucioso e assegure-se de que seu trabalho seja preciso, mas não tome muito tempo com o polimento, existem pessoas lá fora que precisam saber sobre os fatos que você descobriu
  50. Sempre comece a rodada de bebida no bar

(*) = emprestado de colegas

Este artigo foi publicado originalmente no Media Helping Media. Foi traduzido e publicado pela IJNet com permissão. Media Helping Media é um site de capacitação que dispõe de recursos de mídia gratuitos para jornalistas que trabalham em países em transição e pós-conflito e regiões onde a liberdade de imprensa é ameaçada.