4 dicas para quem quer inovar no jornalismo

por Jessica Weiss
Nov 9, 2012 em Jornalismo de dados

Tradicionalmente, os jornalistas vivem para dar um furo: ser o primeiro a cobrir uma notícia e deixar seus concorrentes para trás.

Mas, para serem bem sucedidos em inovação de mídia, jornalistas e empresas de mídia precisam se concentrar menos em competição e mais em colaboração, disse o empreendedor de mídia Justin Arenstein.

Arenstein compartilhou este e outros conselhos com os participantes no primeiro Desafio de Inovação Jornalística Africana que foi lançado em maio. O concurso tem como objetivo estimular ideias sobre o uso da tecnologia para melhorar a forma como as notícias são apuradas e divulgadas na África. Mais de 500 projetos concorreram na primeiro rodada da competição. No momento, 40 finalistas disputam prêmios de US$12.000 a US$ 00.000 para o desenvolvimento, teste e ampliação de seu empreendimento ou produto digital.

A African Media Initiative (AMI) está organizando o concurso com o apoio da Omidyar Network, Google, Fundação Bill & Melinda Gates, Fundação John S. e James L. Knight e outros. (Arenstein trabalha com a AMI, como parte de sua bolsa do Knight International Journalism Fellowship.) Os vencedores serão anunciados no final do mês.

Depois de ler as inscrições e trabalhar com os finalistas para ajudá-los a refinar suas ideias, Arenstein compartilhou estes conselhos para aspirantes a inovadores de notícias:

Não tenha medo de experimentar

"Você ficaria surpreso como a maioria das empresas de mídia é avessa ao risco", disse ele. "Eles estão morrendo de medo, no atual clima econômico, de correr riscos. Nosso conselho é que uma experimentação de iteração rápida, do tipo lean startup, projetada para produzir protótipos mínimos viáveis, ​​é crucial para redações que querem ficar à frente de seus concorrentes, que são cada vez mais empresas de não-mídia, tais como operadoras de telefonia móvel e empresas digitais."

Não tente fazer tudo sozinho

"Encontrar parceiros, criar sinergias, partilhar o fardo. Jornalistas e os meios de comunicação em que trabalham são muito competitivos. Eles têm uma mentalidade que odeia compartilhar", Arenstein disse. "Mas, quando se trata de inovação, você terá mais sucesso se compartilhar ideias e construir com a base (plataformas e tecnologias) de outros Seja realista:. nenhuma redação ou organização de mídia vai jogar fora todos os seus sistemas ou recriar seus sistemas de fluxo de trabalho, apenas para acomodar seu projeto. Tente fazer o seu projeto compatível com outras ferramentas importantes na redação como o DocumentCloud, FrontlineSMS, mySociety, ou dezenas de outros."

Mantenha-se pequeno e ágil

"Uma vibrante comunidade de inovação está começando a criar raízes na África. Você não tem que contratar equipes enormes de desenvolvedores, que depois limitam-se a abordagens ou soluções específicas", disse ele. "Você pode, em vez disso, utilizar redes como o Hacks/Hackers para encontrar colegas de jornada para compartilhar ideias e colaborar durante o tempo necessário e antes de ir por caminhos diferentes."

Tenha a mente aberta

"Esteja ciente de que há muita onda lá fora, mas fique aberto a novas ideias também. Os veículos de comunicação, dos modelos de negócio às formas que interagem com o público, estão mudando tão rapidamente que é preciso ser flexível, ágil e aberto a experimentação ", Arenstein disse. "O jornalismo não está sob ameaça -- apenas a maneira que fazemos isso é que está evoluindo."

Foto: Jornalistas trabalhando no TechCamp no Zanzibar em outubro. Imagem de mihi_tr, usuário do Flickr, cortesia do AMIC

Jennifer Dorroh colaborou para esta matéria.