3 ferramentas para criar reportagens interativas

porJéssica Cruz
Sep 19, 2018 em Diversos

Pela primeira vez, uma exposição de narrativas imersivas e interativas chegou ao Brasil. A Mostra BUG trouxe mais de 30 projetos de todo o mundo para o Rio de Janeiro entre 14 de agosto e 11 de setembro.

De documentários interativos a realidade virtual de não-ficção, novas tecnologias estão dando a criadores de conteúdo novas formas de contar histórias.

Jornalistas e documentaristas podem criar narrativas envolventes, mas histórias interativas e imersivas fazem ainda mais, colocando o público em uma posição poderosa para decidir qual conteúdo multimídia deseja visualizar e em que ordem. É uma narrativa não-linear onde o espectador pode ir a qualquer lugar através de uma interface que o convida a participar

Durante a exposição, André Paz e Julia Salles, curadores da Mostra BUG, reuniram as melhores e mais acessíveis ferramentas para criar histórias interativas e imersivas.

Klynt

Uma das ferramentas mais populares para edição e publicação interativa é o Klynt. A interface do software se assemelha a um editor de vídeo e oferece a oportunidade de criar e incluir links de vídeos, imagens, texto, gráficos interativos e mais, em um formato não-linear.

O público navega pelo conteúdo com base na ordem em que deseja vê-lo. Mesmo sem saber codificação, os criadores de conteúdo podem criar uma história em uma interface de software muito intuitiva usando o Klynt.

O software custa EUR499, mas há uma licença mais barata para estudantes e universidades, que custa apenas EUR49 para cada estudante ou EUR2.499 para um campus com licenças ilimitadas.

Um exemplo de seu uso é o “Women for sale”: um documentário interativo sobre o tráfico humano na Argentina, no qual o espectador pode ver as histórias de mulheres por tipo de mídia (como fotos, mapas ou vídeos --ou navegando pelos estágios do tráfico), do "recrutamento" à "exploração". O projeto ganhou vários prêmios.

O documentário foi desenvolvido pela DocuMedia, um grupo criado pelo Departamento de Multimídia da Universidade Rosario, na Argentina, para produzir jornalismo multimídia social.

Korsakow

Korsakow, lançado em 2000, foi um dos primeiros programas de software desenvolvidos para pessoas que não sabem muito sobre codificação para criar projetos interativos. O criador carrega os arquivos multimídia no software, e o público pode navegar pelo conteúdo de maneira semelhante à visualização de arquivos armazenados em um computador ou banco de dados.

Este software é gratuito para pequenos projetos individuais. Para projetos maiores, custa US$299 para um único usuário por um período ilimitado de tempo, mas estudantes podem acessá-lo por US$59.

Um exemplo de filme feito usando o Korsakow é "The Border Between Us", de Nicole Robicheau. Trata-se de um documentário interativo sobre duas cidades fronteiriças, Stanstead, no Canadá, e Derby Lina, nos Estados Unidos. Segue a rotina de 12 pessoas e suas comunidades após os ataques terroristas em Nova York, em 11 de setembro de 2001. Cada vídeo tem mais três opções de vídeo incorporadas para visualização, com base na ordem que o espectador decide.

RacontR

RacontR é um software que permite que cineastas, jornalistas e outros contadores de histórias construam matérias interativas sem qualquer conhecimento de codificação. Os usuários podem fazer upload de conteúdo multimídia, como vídeo, áudio e fotos, transformando-o em uma produção interativa na web ou até mesmo em um aplicativo. A versão beta para criar produções em realidade virtual também está disponível.

A taxa normal é de EUR500 por mês para um usuário, mas ONGs e startups podem comprar o software por EUR200 por mês para um usuário, e universidades também podem receber um desconto.

O RacontR trabalha principalmente com empresas e organizações de mídia de língua francesa. Por exemplo, o "Passeport pour l’aventure", uma série de documentários interativos sobre caçadores de aventuras, foi criada pela rádio francesa France Bleu usando o software. O público escolhe qual história assistir primeiro e clica no áudio, vídeos, imagens e mais, explorando a aventura de cada personagem.

Imagem sob licença CC no Unsplash via Glenn Carstens-Peters