'Yo Informo' permite que eleitores no Panamá reportem abusos eleitorais e questionem candidatos

porLuis Botello
May 5, 2014 em Temas especializados

Um novo projeto no Panamá está convidando a sabedoria pública para cobrir as eleições nacionais do país no dia 4 de maio.

Durante a campanha, a Televisora ​​Nacional (TVN - Canal 2), uma emissora líder de televisão panamenha, está usando sua plataforma de crowdsourcing, chamado "Yo informo " (Eu Informo) para dar espaço às preocupações dos cidadãos.

No dia da eleição, a emissora vai usar a plataforma para monitorar as votações e pedir aos eleitores para ajudarem a detectar eventuais irregularidades eleitorais que possam surgir.

Este projeto faz parte do programa "Cuida tu Voto" (Cuide de seu voto), concebido para ajudar jornalistas panamenhos a cobrirem as eleições usando ferramentas digitais que incentivam a participação do cidadão. "Cuida tu Voto" faz parte da Investigative Reporting Initiative for the Americas do Centro Internacional para Jornalistas, realizada em parceria com a organização colombiana Connectas.

As pessoas podem usar a plataforma para fazer perguntas aos candidatos, relatar problemas, ou revelar promessas políticas não satisfeitas após a eleição. Podem enviar relatórios e perguntas através da plataforma, e-mail ou redes sociais a partir de seus dispositivos ou computadores móveis ou tablets.

A redação da TVN administra a plataforma, mapeando e analisando relatórios de cidadãos. As perguntas dos cidadãos para os candidatos são ordenadas por assunto, como educação, saúde e segurança, para que os eleitores possam mais facilmente comparar bem os dois. A TVN usa as as informações e responde as perguntas dos eleitores durante seus noticiários.

"A plataforma eleitoral interativa é muito importante porque nos permite pegar informações de cidadãos e transmiti-las à nação para que as pessoas possam realmente agir", disse Joel Díaz Llamas, gerente de estratégia digital da TVN.

O projeto “Cuida tu Voto” é patrocinado pela Embaixada dos Estados Unidos no Panamá. Outros parceiros incluem o Centro Latinoamericano de Periodismo (CELAP) no Panamá e a Akora no México.

Luis Botello, diretor sênior do ICFJ para projetos especiais, administra a Investigative Reporting Initiative for the Americas.

Image: screen-shot from Yo Informo site.