WeFightCensorship publica artigos censurados

porMargaret Looney
Jul 4, 2013 em Segurança do jornalista

No início do Ano Novo Chinês, o semanário Nanfang Zhoumo de Guangzhou planejou um editorial pedindo por reformas constitucionais na China. Mas a versão original nunca apareceu no jornal. Em vez disso, o artigo só pôde ser publicado após extensas revisões de um funcionário do Departamento de Propaganda.

Foi quando entrou o Repórteres Sem Fronteiras (RSF). WeFightCensorship (WeFC), seu portal seguro que visa tornar a censura obsoleta, disponibilizou a versão original do editorial em escala global.

O Repórteres Sem Fronteiras lançou o site como uma forma de jornalistas e blogueiros enviarem artigos, fotos, vídeo ou áudio proibidos parcialmente ou integralmente em países sujeitos à censura do governo.

Até agora, o site recebeu matérias de Belarus, Brasil, China, Cuba, Índia, Japão, Jordânia, Cazaquistão, Marrocos e Síria. Todos os artigos são publicados em inglês e francês. O site também aceita itens que foram publicados originalmente em árabe, chinês, persa ou russo.

Quem quiser pode enviar seu conteúdo através de um "cofre digital" que protege o anonimato do usuário. As inscrições não são publicadas automaticamente, mas examinadas primeiro por um comitê editorial que verifica a precisão e qualidade. Atualmente, a maioria das contribuições vem de uma rede de 150 correspondentes baseados em escritórios regionais do RSF em todo o mundo, permitindo a verificação local das matérias apresentadas, disse Delphine Halgand do RSF-EUA.

WeFC também torna mais fácil criar uma versão espelho do site, para que cada pedaço de conteúdo proibido seja duplicado no WeFC imediatamente. WeFC opera sob o "Efeito Streisand", o que significa que quanto mais um censor tenta abafar um artigo de conteúdo online, mais rápido a comunidade da Internet vai tentar espalhá-lo. E quanto mais disponíveis estão versões do conteúdo online, mais difícil é censurar a informação.

O site também oferece um kit de sobrevivência online, com recursos sobre como jornalistas digitais podem se proteger online. Você pode ver dicas para jornalistas visitando o Irã, como enviar e-mails encriptados e tudo sobre all redes virtuais privadas.

Margaret Looney, assistente editorial da IJNet, escreve sobre as últimas tendências de mídia, ferramentas de reportagem e recourses de jornalismo.

Imagem sob licença CC no Flickr via IsaacMao