Webb na Web: Três ferramentas bacanas para visualização de dados

por Amy Webb
Jun 13, 2010 em Jornalismo digital

Independentemente de você trabalhar para uma publicação impressa ou eletrônica, as chances são boas de que a sua organização de notícias também tenha um website. Uma excelente maneira de melhorar sua matéria é incluir algum tipo de visualização de dados no seu trabalho. Desta maneira, você poderá incorporar  tabelas e gráficos coloridos em movimento em seus artigos para proporcionar um melhor contexto e oferecer a seus leitores a chance de interagir mais com a sua matéria.

Há uma série de ferramentas gratuitas de visualização de dados disponível gratuitamente. Tudo que você precisa fazer é criar uma conta, fazer upload de seus dados e escolher um esquema de cores!
!

Swivel

Swivel foi criado há vários anos em versões alfa e beta, e estamos felizes em dizer que finalmente arrumaram a maior parte dos defeitos. A interface é muito simples de usar e você pode até carregar os dados de uma planilha Excel ou csv file. Veja um exemplo de quadro que foi criado para mostrar o número de mortes na recente explosão de uma mina de carvão na Virgínia do Oeste, Estados Unidos. Swivel pode ser incorporado em qualquer site.

Revisit

Revisit é uma nova ferramenta de visualização em tempo real do Twitter que reúne tweets sobre um tema central e, em seguida, apresenta-os ao longo de uma linha do tempo. Do criador: "Use para criar a sua própria tabela de Twitter em uma conferência ou uma apresentação na sua empresa ou qualquer outra idéia que você tenha. Diferente do Twitterwalls, ele fornece um senso de dinâmica temporal no fluxo de Twitter e enfatiza as linhas de conversação estabelecida por retweets e @replies".

amMap

Já disse antes, mas com a recente erupção vulcânica na Irlanda, vale a pena repetir. Dê uma olhada no amMap, uma ferramenta popular gratuita usada atualmente por muitas redações, incluindo o  USAToday.com. Cria mapas de Flash e tabelas bonitos que permitem que você facilmente ajuste a cor, tamanho, etc, criar gráficos de mapa (heatmaps) e até mesmo fazer o mapa em auto-play como uma linha do tempo. Por exemplo, veja um mapa da amMap da Islândia. Não custa muito para mostrar o caminho da destruição do Eyjafjallajökull ou os efeitos que as nuvens cinzas tiveram nas viagens aéreas de toda a Europa.

Amy Webb é consultora de mídia digital e presidente da Webbmedia Group, LLC. Webb também lançou um novo site de treinamento multimídia, o Knowledgeweb.Em sua coluna semanal Webb na Web, Amy informa sobre multimídia e dá dicas sobre reportagem e estratégias para incorporar tecnologia na sala de redação. Acompanhe a Amy pelo Twitter e delicious.