Webb na Web: Ferramentas para cobertura de emergências

porAmy Webb
Jan 30, 2010 em Temas especializados

Jornalistas que cobrem zonas de perigo ou áreas suscetíveis a desastres naturais devem contar com um plano de reportagem de emergência pronto para ser implementado.

Conversei com vários repórteres no Haiti ou a caminho da região, despreparados para começar a informar imediatamente depois do terremoto de janeiro. Cobrir um desastre recente pode ser muito estressante, por isso, preparei um série de recomendações e um plano para cobertura digital.

Equipamento

  • Você deve ter, no mínimo, um laptop que já sabe usar bem. Isto implicar saber conectar com a Internet sem a ajuda de ningué.
  • Bateria adicional para seu computador, cabos e adaptadores internacionais para recarregar sempre que necessário.
  • Telefone celular —com um plano de dados— que possa tirar fotos e filmar, além do e-mail já instalado. Seu telefone deve incluir um plano internacional de chamadas e dados se estiver trabalhando de um país estrangeiro.
  • Bateria adicional para o telefone celular, cabos e adaptadores para recarga.
  • Uma câmera digital capaz de tirar fotografias de alta resolução, com um cartão de memória adicional e um leitor de cartão (ou os cabos necessários) para o computador portátil.
  • Baterias adicionais para a câmera.
  • Um cabo de extensão e tomadas portáteis.
  • Vários cadernos de anotação e canetas.
  • Um casaco de chuva e plásticos para cobrir seus equipamentos.
  • Um par extra de óculos ou óculos, se necessário.

Pesquisa

  • Acesse o Google Earth para ver se sua equipe já lançou ferramentas de mapeação.
  • Use uma ferramenta que combine automaticamente notícias e outros recursos para informar. Utilize RSS e Google Reader, ou tente fazer um cronograma interativo que sirva ao mesmo tempo para atualizar-se e atualizar seus leitores.
  • Visite os sites oficiais do governo para conhecer as figuras políticas importantes, caso ainda não os conheça.
  • Acesse o Technorati ou Social Mention para ler o que a blogosfera está publicando.

Redes Sociais

  • Tente encontrar imediatamente o “hashtag” (ou palavra-chave designada) usado no Twitter. Por exemplo, o hashtag para o terremoto do Haiti foi #haiti. Visite http://search.twitter.com e digite o hashtag para saber o que está acontecendo.
  • Acesse o Facebook para ver que novos grupos foram criados desde o começo da crise.
  • Lembre-se de revisar as ferramentas de vídeo ao vivo, como Qik, Kyte e Ustream onde poderá ver os últimos vídeos difundidos por usuários.

Seu plano

  • Tente levar todo seu equipamento com você, e programe-se para informar, redigir e produzir da área de ação. Se tiver que gravar áudio, lembre-se de levar headphones para conseguir um som de boa qualidade.
  • Quando tiver um tempo livre, acesse as redes sociais.
  • Descubra os lugares onde as pessoas se reúnem e passe por lá, sempre e quando a zona esteja fora de perigo. Não é necessário revelar seu paradeiro quando participar de fóruns online.
  • Prepare-se para informar por partes, o que o ajudará a se manter (e também suas anotações) organizado. Não espere até o final do dia para juntar os pedaços dos trechos e entrevistas que fez. É melhor informar passo a passo e usar este processo.
  • Arquive imediatamente as anotações curtas e quando estiver pronto,  escreva ou produza o material de análise ou artigos.
  • Lembre-se de que seu equipamento funciona se as baterias funcionam, ou seja não se esqueça de recarregar as baterias constantemente.

Amy Webb é consultora de mídia digital e presidente da Webbmedia Group, LLC. Leia mais sobre dicas e idéias de multimídia em seu blog (em inglês), http://www.mydigimedia.com. O Webbmedia Group é uma empresa de consumo neutra. Qualquer opinião sobre produtos ou serviços é formada após testes, pesquisas e entrevistas. Nem a Amy Webb,  o Webbmedia Group ou seus empregados recebem qualquer pagamento ou beneficio de seus fornecedores.