Organizações de notícias e jornalistas para seguir no Snapchat

por Clothilde Goujard
Dec 27, 2016 em Redes sociais

O Snapchat tornou-se um operador importante na paisagem da mídia social, especialmente para o público mais jovem. Embora tenha sido usado principalmente por celebridades e indivíduos, muitos jornalistas e organizações de notícias usam o Snapchat como uma nova maneira de disseminar as notícias e se conectar com o público.

Mas parte da particularidade do Snapchat está na dificuldade em encontrar outras pessoas na plataforma. Ao contrário do Twitter ou Facebook, os usuários não podem simplesmente procurar alguém no aplicativo. Eles precisam de uma conta ou um número de telefone, o que limita a descoberta.

Aqui estão algumas das melhores contas no Snapchat que jornalistas devem seguir:

Organizações de notícias

Al Jazeera English: ajenews

Após um pouco mais de um ano no Snapchat, a Al Jazeera English (AJE) está entre as organizações de notícias que fazem o melhor trabalho jornalístico no aplicativo. A AJE normalmente dá sua conta do Snapchat aos jornalistas cobrindo histórias visualmente impressionantes, como, por exemplo, protestos contra o presidente sul-coreano em Seul após um escândalo de corrupção.

A organização de mídia utiliza sua rede de 80 agências globais para cobrir notícias pouco reportadas, especialmente em uma plataforma como o Snapchat. Por exemplo, o público também assistiu e esperou enquanto jornalistas da AJE estavam tentando entrar na Gâmbia antes da eleição no país, quando o então presidente tinha fechado suas fronteiras.

The New Yorker: newyorkermag

A revista New Yorker tem um conteúdo convencional. Não há muita surpresa no que você vai encontrar em termos de formato. Mas é interessante ver suas escolhas editoriais e interações com os leitores.

Cada semana, publicam uma matéria para mostrar como escolhem a capa da revista da semana e uma história em que interagem com o público, pedindo para contribuírem com legendas para seus quadrinhos.

BBC News: bbcnews

A BBC publica regularmente histórias imersivas que são gravadas nativamente ou através de um aplicativo diferente e mais tarde carregado para o Snapchat. A maioria de suas histórias no Snapchat trata de notícias internacionais como o desmantelamento de um acampamento de refugiado em Calais, na França, ou a batalha em Mosul, no Iraque. Também lançaram a iniciativa "100 Women" para destacar mulheres importantes em todo o mundo, como Alicia Keys e sua iniciativa #nomakeup ou Denise Ho, uma cantora e ativista de Hong Kong.

O Snapchat da BBC usa predominantemente uma abordagem de transmissão mais tradicional. Seus jornalistas agem e reportam como se estivessem em um segmento de noticiário de televisão e geralmente não usam todas as ferramentas do Snapchat, como lentes ou adesivos. No entanto, a BBC usa o fator imersivo Snapchat para sua vantagem, com foco em matérias humanas para que seu público possa se sentir conectado e interessado nas pessoas do outro lado do mundo.

Outras contas que vale a pena seguir

BBC Newsbeat: bbc_newsbeat

Esta conta do BBC foca mais em notícias, entretenimento e questões do Reino Unida. 

Hochkant: hochkant (em alemão)

Hochkant é uma iniciativa de uma emissora pública alemã dirigida a públicos mais jovens. Mesmo sendo em alemão, vale a pena assistir para ver a sua narrativa visual forte e inovadora.

National Geographic: natgeo

A National Geographic publica snaps de belos visuais de paisagens, animais e mais em todo o mundo. Seus jornalistas são mais informais nesta plataforma e mostram lugares maravilhosos e pouco explorados onde estão reportando. John Stanmeyer, um fotógrafo da National Geographic, entendeu rapidamente o poder do aplicativo e usou-o tanto para a revista como para a sua própria conta.

Jornalistas

Yusuf Omar: yusufomarsa

Omar é conhecido por seu uso inovador do Snapchat, especialmente para uma matéria recente sobre sobreviventes de estupro. Ele está sempre correndo e leva seu celular com ele. O jornalista captura cenas belas e peculiares da Índia, mas também de outros países onde viaja para seu trabalho como editor do Hindustan Times.

Omar é criativo em seu uso de Snapchat e está sempre experimentando recursos diferentes e maneiras novas de criar visuais ou histórias impressionantes, mesmo quando são leves e engraçadas.

Liz Plank: lizplank

A jornalista da Vox mostra um lado mais pessoal, dando uma visão leve e informal sobre a política americana e questões da mulher. Ela pode falar sobre o feminismo um minuto e depois brincar e tirar fotos de sua pizza no próximo. Ela também compartilha projetos que está trabalhando.

Jabin Botsford: jabinbotsford

Se você quer saber como é seguir o presidente eleito Trump em todo o país, adicione Botsford, um fotojornalista do Washington Post. Ele consegue capturar a atmosfera em comícios políticos em suas fotos e no Snapchat, mas também mostra o que você não vê em suas fotografias publicadas no Washington Post: o trabalho diário de um repórter especial, comendo com o Serviço Secreto no avião, correndo para chegar à caravana no horário ou ser verificado pela segurança.

Oz Katerji: ozkaterji

Katerji é um correspondente estrangeiro atualmente baseado na Turquia. Ele publica notícias em suas contas pessoais, entrevistando refugiados, mostrando protestos e cenas da fronteira Turquia-Síria, por exemplo.

Geertje Algera: missgeertje (às vezes em holandês)

Algera é uma jornalista e instrutora holandesa. Ela é particularmente conhecida por fazer histórias humanas íntimas e complexas usando apenas seu telefone celular. Ela está no Snapchat há um tempo e está sempre experimentando, compartilhando partes de sua vida, oficinas de treinamento e histórias.

Jacob Soboroff: jacobsoboroff

O correspondente da MSNBC é muito ativo no Snapchat, especialmente durante as eleições americanas. Ele compartilha os bastidores em sua redação e em missão com um toque mais casual.

Imagem sob licença CC no Flickr via barnimages.com