Novo guia de jornalismo mobile oferece recursos gratuitos para repórteres e redações

byNadya Hernández
May 28 in Jornalismo móvel

E se eu disser que você tem um estúdio de TV completo no seu bolso? Ou que pode produzir um podcast inteiro com o telefone ou o laptop que você está usando para ler este artigo?

Seu dispositivo móvel é uma ferramenta incrível para a produção de conteúdo. Jornalistas de todo o mundo estão transmitindo, filmando, editando e publicando notícias diretamente de seus smartphones, tablets, câmeras digitais e laptops.

O jornalismo mobile ou móvel (mojo) é um novo fluxo de trabalho para contar histórias na mídia, no qual os repórteres são treinados e equipados para serem totalmente mobile e totalmente autônomos. Jornalistas, empresas de mídia e corporações de rádio/TV estão cientes de que há vários benefícios de trabalhar dessa maneira.

De acordo com Torben Stephan, editor do Mobile Journalism Manual, o mojo está se tornando cada vez mais popular por vários motivos. Primeiro, é barato: com apenas um telefone de US$200 e um kit de microfone e tripé de U$$30, você está pronto para produzir conteúdo.

Também é rápido e flexível: você pode gravar, editar e transmitir com apenas um dispositivo. O mojo também é mais seguro para contextos complicados, já que todos estão acostumados a pessoas usando seus telefones em todas as situações.

A razão simples e mais importante que mais e mais pessoas estão investindo no mojo é que seu telefone está sempre com você.

Manual de jornalismo mobile

O KAS Media Programme e uma equipe de jornalistas multimídia liderados por Corinne Podger lançaram recentemente um manual online com foco no ensino de repórteres e redações para produzir reportagens de qualidade usando apenas seus telefones.

"O desafio foi compartilhar o conhecimento sobre jornalismo móvel com jornalistas que estão prontos para reportar e publicar sobre contextos locais", disse Stephan. A equipe decidiu que um manual online seria o melhor e, durante sua primeira semana após o lançamento, recebeu mais de 60.000 visitantes únicos.

O manual é gratuito e de código aberto. A versão original está em inglês, mas a equipe está aberta para pessoas que queiram se voluntariar para traduzir o manual para outros idiomas.

Tudo que você precisa saber para se tornar 'mojo'

Para capacitar os jornalistas a produzir mais histórias multimídia usando apenas seus smartphones, a seção geral do manual inclui uma rápida introdução ao jornalismo móvel e um guia sobre os aplicativos e equipamentos que ajudam profissionais a fornecer vídeos de qualidade produzidos com seus telefones.

As cinco seções seguintes estão cheias de informações mais específicas sobre cinco tópicos diferentes. A seção de storytelling visual contém textos e vídeos sobre como encontrar uma história, explorar um local, construir uma narrativa e criar recursos visuais poderosos. A seção de filmagem tem informações detalhadas sobre todos os aspectos técnicos que você precisa se preocupar, incluindo áudio, luz, qualidade e definição da filmagem. As outras seções têm mais informações sobre edição, vídeos sociais e transmissão ao vivo.

Há também uma seção intitulada saiba mais, onde você pode encontrar uma lista completa de recursos --incluindo artigos, documentos, comunidades digitais, dicas, links e treinamentos-- para obter mais informações sobre o tópico.

Jornalismo móvel ainda é jornalismo

Embora os dispositivos móveis estejam trazendo novas abordagens, fluxos de trabalho, estruturas e possibilidades, é importante entender que o jornalismo móvel ainda é jornalismo.

O conhecimento e as habilidades dos jornalistas ainda são necessários (mesmo quando migram para o mojo): apurar uma história, obter as fontes de informação, ser preciso, ser as regras básicas da narrativa e ser ético.

Todas essas novas ferramentas não significam nada se não houver qualidade e profissionalismo. Stephan diz: "A primeira condição para fazer mojo nunca é esquecer o treinamento que você fez."

Imagem sob licença CC no Unsplash via Alice Donovan Rouse