Módulo de aprendizado do ICFJ traça história das fake news e desinformação

porJulie Posetti and Alice Matthews
Jul 24, 2018 em Fact-checking e verificação

Embora o conceito de "guerra de desinformação" remonte à Roma antiga, o século 21 viu a informação virar uma arma em uma escala sem precedentes. Um novo recurso publicado pelo Centro Internacional para Jornalistas (ICFJ, em inglês) --"A short guide to the history of ‘fake news’ and disinformation" [Um pequeno guia da história das fake news e desinformação]-- traça a crise atual em um cronograma internacional, destacando momentos históricos que vão de Cleópatra ao Cambridge Analytica.

As novas tecnologias tornam mais fácil do que nunca manipular e fabricar conteúdo, e as redes sociais ampliam dramaticamente falsidades propagadas por governos antidemocráticos, políticos populistas e entidades corporativas desonestas. Agentes mal-intencionados e propagandistas do Estado podem usar "propaganda computacional", "redes de sock-puppets [fantoches]", "exércitos de trolls" e tecnologia que podem manipular áudio e vídeo para representar fontes legítimas. Então, existem aproveitadores que ganham a vida criando conteúdo fraudulento para distribuição viral nas mídias sociais. Juntando tudo isso, esses desenvolvimentos apresentam uma ameaça sem precedentes que transforma em alvos os jornalistas e seu trabalho.

A "corrida armamentista da informação" emergente é uma grande história. Mas é importante que os jornalistas compreendam o contexto histórico por trás do fenômeno da "desordem da informação" no século 21. Convidamos qualquer pessoa a usar o módulo de aprendizado para aprimorar este cronograma com exemplos da história de seu próprio país, acrescentando novos acontecimentos relativos à evolução da crise e respostas resultantes.

O guia inclui exemplos de melhores práticas, exercícios sugeridos, leituras e tarefas para ajudar a fortalecer a compreensão e ajudar na elaboração de reportagens sobre fake news. Ele é projetado como um módulo de aprendizado para jornalistas, professores de jornalismo e educadores e pode ser usado em organizações de notícias, cursos de desenvolvimento de mídia e faculdades de jornalismo. Esperamos que também seja um recurso valioso para professores de literacia midiática e pesquisadores em comunicação, bem como uma leitura informativa para qualquer pessoa interessada na evolução da crise da desinformação que agora ameaça sociedades abertas em todo o mundo.

O guia é gratuito para download e uso sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International (CC BY-SA 4.0)

Sobre as autoras

Julie Posetti é pesquisadora sênior no Instituto Reuters para o Estudo do Jornalismo na Universidade de Oxford, onde lidera o Projeto de Inovação em Jornalismo. Ela é autora de Protecting Journalism Sources in the Digital Age e coeditora do próximo manual da Journalism, ‘Fake News’ and Disinformation. Você pode segui-la no Twitter na @JuliePosetti.

Alice Matthews é uma jornalista de notícias e atualidades na Australian Broadcasting Corporation (ABC), em Sydney. Siga-a no Twitter na @AlicekMatthews.

Imagem sob licença CC no Unsplash via Elijah O'Donell