Jornalista do mês: Andrii Bystrov

porSam Berkhead
Feb 25, 2016 em Jornalista do mês

A cada mês, a IJNet apresenta um jornalista internacional que exemplifica a profissão e usa o site para promover sua carreira. Se você gostaria de ser apresentado, envie um e-mail com uma curta biografia e um parágrafo sobre como usa os recursos da IJNet, aqui.

O jornalista ucraniano Andrii Bystrov começou sua carreira como jornalista de imprensa, cobrindo as editorias de automóveis e esportes -- muito distante do trabalho que ele faz hoje como editor do canal de TV Ucrânia.

Mas esse trabalho, que muitas vezes consistia em cobrir legislação de segurança rodoviária, preparou Bystrov bem para a Bolsa e Workshop para Jornalistas do ICFJ sobre Segurança Rodoviária, que ele descobriu na seção oportunidades da IJNet. A bolsa permitiu-lhe participar da Conferência Mundial de Alto Nível sobre Segurança no Trânsito da Organização Mundial da Saúde (OMS), em Brasília, em novembro do ano passado.

Hoje em dia, Bystrov também treina a próxima geração de jornalistas na SOM. School of Media em Kiev, onde é cofundador e professor de jornalismo. Quando a escola buscou inscrições para a sua bolsa de estudos para jornalistas das regiões Lugansk e Donetsk, a IJNet postou a oportunidade em russo.

"Graças a isso, encontramos quatro bolsistas muito motivados que começaram a sua educação gratuita em janeiro", disse Bystrov. "Eles são jornalistas que foram forçados a abandonar as suas cidades devido à guerra, mas que querem permanecer em sua profissão e se adaptar às novas realidades."

A IJNet falou com Bystrov sobre a conferência de segurança no trânsito da OMS, seu trabalho na escola e lições aprendidas com ambos:

Conte-nos sobre a sua experiência na conferência de segurança no trânsito da OMS. Que lições aprendeu durante a conferência que o ajudam hoje?

Participar da conferência foi um marco na minha carreira jornalística. Primeiro de tudo, foi importante entender que o meu trabalho como jornalista e ativista de segurança no trânsito foi visto e avaliado por colegas experientes. Para mim, foi muito importante representar meu país em um cenário internacional.

Antes da minha viagem para a conferência no Brasil, participei de Semana de Segurança no Trânsito 2016 na Ucrânia. No Brasil, realizei uma série de entrevistas com delegados de outros países. Participei nas sessões plenárias, discussões, uma master class para jornalistas e webinário anterior. Em Brasília, fiz um programa de televisão que levantou questões sobre a circulação segura dos transportes públicos, comparando-os com questões de trânsito na Ucrânia. Eu também dei uma longa entrevista à famosa estação de rádio ucraniana Radio Vesti com uma história detalhada sobre a conferência. A conferência permitiu-me aprender o conhecimento prático dos métodos estrangeiros que reduzem a taxa de acidentes, as últimas iniciativas legislativas e técnicas de promoção de segurança rodoviária. Foi uma experiência jornalística de valor inestimável e melhorou a qualidade do meu trabalho diário cobrindo notícias nacionais no canal de TV na Ucrânia.

Você ensina na SOM. School of Media. Que lições tentar passar para seus alunos? 

A escola tem como objetivo ajudar os jovens jornalistas do leste da Ucrânia a aumentar seus conhecimentos teóricos e habilidades práticas. E o mais importante, porque muitos alunos tiveram que sair de suas regiões, a escola quer incentivá-los a permanecer na profissão. Eu sempre digo aos meus alunos que o jornalismo é o trabalho mais interessante do mundo, mas também o mais exigente. Então, seja honesto em primeiro lugar com você mesmo e não seja um porta-voz para propaganda.

Que conselho daria a colegas jornalistas?

Que o seu trabalho é muito importante e você tem o seu próprio público exclusivo, então trabalhe sem olhar para as grandes corporações de mídia internacionais. Não para por aí -- sempre continue suas atividades criativas. É a única maneira de aumentar a sua qualidade de trabalho como jornalista. Acredite que você pode escrever o melhor artigo, conseguir uma entrevista com as pessoas mais interessantes e se qualificar para o treinamento mais valioso. E lembre-se que entre o fluxo crítico de notícias de seus espectadores e leitores, você deve sempre estar esperançoso e positivo!

Esta entrevista foi resumida e editada.

Imagem cortesia de Andrii Bystrov