IJNotes: COVID-19 e liberdade de imprensa

porTaylor Mulcahey
May 7, 2020 em Reportagem sobre COVID-19
Imagem do podcast

Este artigo é parte de nossa cobertura online de reportagens sobre COVID-19. Foi adaptado de um seminário online como parte do Fórum Global de Reportagem sobre Crise de Saúde da ICFJ e da IJNet, que você pode ver aqui.

Hoje, os jornalistas estão se adaptando aos desafios de reportar sobre a COVID-19. Em países do mundo todo, eles trabalham longas horas, realizando entrevistas remotamente e tomando precauções para proteger sua saúde.

Ao fazê-lo, são forçados a lidar com outro desafio ao seu trabalho; um que se tornou mais arraigado após a pandemia. Muitas vezes, sob o disfarce de proteções de emergência, governos e empresas estão adotando políticas que ameaçam liberdades críticas da imprensa e a própria natureza do trabalho dos jornalistas.

Ataques físicos e políticos contra jornalistas, a criminalização de suas reportagens, restrições ao livre acesso à informação e maior vigilância tornaram-se mais comuns em todo o mundo.

Em nosso mais recente episódio, exploramos esses desafios e como devemos responder: a Dra. Julie Posetti, diretora de pesquisa global do ICFJ, entrevista o Prof. David Kaye, relator especial da ONU sobre a promoção e proteção do direito à liberdade de opinião e expressão, e Dra. Courtney Radsch, diretora de defesa do Comitê para a Proteção dos Jornalistas.

Ouça abaixo:

 

Avisaremos em nossas páginas no TwitterInstagram e Facebook quando lançarmos o próximo episódio. Portanto, siga-nos lá, caso não o tenha feito ainda.

Todos os episódios estão disponíveis no Apple Podcasts, SpotifyStitcherBuzzsproutTuneIn e SoundCloud.


Imagem sob licença CC no Unsplash