IJNet ao Vivo: Como os jornalistas podem acessar informações mais facilmente

porIJNet
Mar 6, 2016 em Jornalismo investigativo

O sucesso de virtualmente qualquer reportagem de investigação depende do jornalista conseguir ou não acessar as informações. Nas sociedades democráticas, isso muitas vezes implica a apresentação de um pedido de liberdade de informação. Em nações sem esse tipo de legislação em vigor, no entanto, as coisas são mais complicadas.

Junte-se à IJNet para um bate-papo ao vivo em inglês às 10 horas (horário de Nova York) no dia 16 de março para entender melhor como apresentar pedidos de liberdade de informação, como acessar informações em sociedades fechadas ou não-democráticas e o papel da liberdade de informação na era digital.

Os participantes poderão fazer perguntas e obter conselhos de Helen Darbishire, fundadora e diretora executiva da Access Info Europe, e Melissa Yeager, redatora sênior da Sunlight Foundation.

Os interessados em participar podem entrar no chat aqui no dia do evento ou fazer perguntas no Twitter usando a hashtag #IJNetLive.

Líderes em promover a transparência e responsabilidade do governo, Darbishire e Yeager vão discutir:

  • Como obter informação de registro público
  • Ética de informação
  • Como evitar os obstáculos na busca de informação
  • Como a liberdade de informação se aplica a estudantes de jornalismo e universidades  

Sobre as líderes do chat:

Helen Darbishire é a fundadora e diretora executiva do Access Info Europe. Ativista de direitos humanos há mais de 20 anos, Darbishire é especializada no direito do público de acesso à informação, bem como desenvolvimento de sociedades abertas e democráticas que têm governos participativos e responsáveis. Ela ofereceu sua experiência para organizações como a Unesco, o Conselho da Europa, a OSCE e o Banco Mundial. Antes de criar o Access Info Europe, ela trabalhou no Artigo 19 e Open Society Institute. Ela também é cofundadora da Freedom of Information Advocates Network, tendo servindo dois mandatos como presidente.

Melissa Yeager é redatora sênior da Sunlight Foundation, uma organização sem fins lucrativos que visa tornar o governo e a política mais responsável e transparente para todos. Ela trabalhou como repórter em estações de televisão nos Estados Unidos. Na KSHB na Cidade do Kansas, ela ajudou a produzir a série online regional, indicadoa ao Emmy, "The Dark State", que mostrou como a aplicação da lei no Kansas operou sob um véu de segredo, porque os affidavits de causa provável não eram registros públicos. A série ajudou a pressionar legisladores do estado a abrir parcialmente esses registros. Yeager recebeu dois prêmios Emmy regionais, um prêmio regional Edward R. Murrow e fez parte da equipe de investigação na KSHB quando ganhou o prêmio Alfred I. duPont da Universidade de Columbia.

Imagem principal sob licença CC no Flickr via Pietromassimo Pasqui