IJNet ao Vivo: Como fazer seu caminho como freelancer internacional

porSam Berkhead
May 22, 2017 em Freelance

Com a redução das redações ao longo das últimas décadas, a era das organizações de notícias que enviavam jornalistas ao exterior para cobrir de um escritório estrangeiro desapareceu há muito tempo.

Hoje em dia, é muito mais provável para as organizações de notícias obterem a sua cobertura internacional de jornalistas freelance com base em todo o mundo. Embora isso tenha ajudado as organizações a cortarem custos, também expõem os freelancers a uma série de novas ameaças e complicações, particularmente quando cobrem zonas de conflito.

No entanto, o mundo precisa de freelancers mais do que nunca. E para muitos, o sonho de se tornar um jornalista que viaja pelo mundo em busca de uma história ainda está muito vivo.

Junte-se à IJNet para um bate-papo ao vivo em inglês na segunda-feira, 5 de junho ao meio-dia (horário de Nova York) com dicas e estratégias para encontrar sucesso como freelancer internacional com freelancers experientes espalhados pelo mundo.

Os participantes poderão fazer perguntas e obter conselhos de Jake Hanrahan, jornalista e cineasta freelance; Mridu Khullar Relph, jornalista freelance e fundadora do International Freelancer; Valerie Plesch, jornalista e fotógrafa freelance; Lizzie Porter, jornalista freelance; e Monica Villamizar, repórter freelance investigativa e de conflitos.

Os interessados ​​podem entrar no chat aqui no dia do evento ou fazer perguntas no Twitter usando a hashtag #IJNetLive.

Durante o bate-papo, Hanrahan, Khullar Relph, Plesch, Porter e Villamizar vão falar sobre:

  • Escrever matérias bem-sucedidas para organizações internacionais

  • Superação do choque cultural e barreira linguística

  • Conselhos para fazer freelance no exterior de forma financeiramente sustentável

  • Recomendações de segurança para freelancers que trabalham em ambientes de risco

Sobre os líderes do chat:

Jake Hanrahan é um jornalista e cineasta freelance baseado no Reino Unido que se concentra em guerra, crime organizado e política extremista. Ele cobriu conflitos no Iraque, sudeste da Turquia e Ucrânia para a HBO, VICE News, Guardian e mais.

Mridu Khullar Relph é jornalista freelance, autora, empresária e fundadora do International Freelancer. Atualmente com base em Londres e Nova Delhi, ela escreveu para o New York Times, TIME, CNN, ABC e muitos outros em quatro continentes. 

Valerie Plesch é jornalista e fotógrafa freelance em Pristina, Kosovo. Ela cobre os Balcãs e o Afeganistão, concentrando-se em assuntos internacionais em países pós-conflito e em transição. Em 2014, ela foi a Cabul para cobrir as eleições presidenciais afegãs para o USA Today. Seu trabalho também apareceu Al Jazeera English, Washington Post, VICE e mais.

Lizzie Porter é uma jornalista freelance baseada em Beirute com foco na Síria e Líbano e interesse em populações deslocadas, prisão, segurança, questões sociais e patrimônio. Ela escreveu para Al Jazeera, BBC, NewStatesman.co.uk e Middle East Eye. 

Monica Villamizar é uma repórter freelance investigativa e de conflito cujo trabalho a levou para o Iraque, Afeganistão, Egito, Mali, México, El Salvador e Haiti. Suas reportagens já a levaram a ficar incorporada em forças de operações especiais e filmar diretamente na linha de frente dos conflitos. Entre seus entrevistados estão o Dalai Lama, Condoleezza Rice, o Arcebispo Desmond Tutu, o Presidente Bill Clinton e os presidentes da Guatemala, Bolívia, Colômbia e Uruguai. Ela também atua como membro do conselho do Frontline Freelance Register, uma organização que representa jornalistas que fazem freelance em ambientes perigosos.

Por que escolhemos este tema?

Algumas semanas atrás, pedimos aos leitores da IJNet que nos dissessem qual tópico eles gostariam que nós cobríssemos na série IJNet Live. Em seguida, 58 de vocês responderam:

Fique ligado nas próximas enquetes na conta do Twitter da IJNet para mais oportunidades de ter sua voz ouvida!

Imagem principal sob licença CC no Flickr via Alain2139