Habilidades digitais que todo jornalista precisa ter

por IJNet
Sep 19, 2012 em Jornalismo digital

No atual ambiente de mídia, é essencial que o jornalista saiba como "conectar, comunicar e criar", disse Doug Mitchell, um consultor e gerente de projeto da National Public Radio (NPR) em Washington.

Mitchell ofereceu seus conselhos durante um recente bate-papo no Poynter sobre as habilidades e mentalidade que os jornalistas de hoje -- sejam eles novatos ou veteranos -- precisam ter se querem prosperar na era digital.

Aqui estão os pontos principais do bate-papo, resumidos pela IJNet:

Construa uma comunidade e se envolva com ela regularmente. É crucial manter uma rede que compartilha seus interesses e engajar a comunidade nas plataformas que você utiliza para distribuir conteúdo. Tenha conversas regulares (todos os dias, se possível). Através do engajamento contínuo, você vai notar ideias de pauta, ou, no mínimo, conhecer as histórias de sua comunidade e como podem contribuir para o seu próprio trabalho. Você deve sentir que pode pedir a sua comunidade por coisas que precisa, como ajudar a verificar os fatos e encontrar fontes. O Twitter é um ótimo lugar para começar.

Use ferramentas online para organizar-se. Use um calendário online e lembretes para não se perder em sua agenda ocupada. Sincronize os contatos do telefone com o seu calendário. Acesse documentos online a partir de qualquer computador ou smartphone. As possibilidades são infinitas e há ferramentas online para qualquer coisa hoje em dia. Mitchell usa ferramentas do Google quase exclusivamente, mas existem milhares de ferramentas. Experimente com elas e descubra o que funciona melhor para você.

Nunca pare de aprender. Se você é um jornalista, provavelmente é uma pessoa curiosa por natureza. Então, busque oportunidades para aprender novos aspectos da criação de conteúdo ou uma nova ferramenta. Não só vai alimentar a sua curiosidade, mas vai torná-lo uma pessoa adaptável e comercializável. Se trabalha em uma redação, não espere que a organização o envie para um treinamento; busque oportunidades de aprendizagem no seu próprio tempo. Há muitos recursos e oportunidades gratuitos ou baratos, incluindo no YouTube. "Eu não acho que você pode saber o suficiente", disse Mitchell.

Possua um portfólio online. Se você é um estudante ou um repórter experiente em busca de um novo trabalho, uma coisa que deve ter é um portfólio online onde qualquer pessoa pode descobrir mais sobre você e seu trabalho. O LinkedIn é um bom lugar para começar, mas há outras ferramentas gratuitas para manter seu portfólio atualizado.

Saiba quando desligar a conversa. Ferramentas digitais e mídias sociais revolucionaram o jornalismo, mas o melhor jornalismo muitas vezes ainda exigem a apuração em pessoa. Se você é um freelancer, provavelmente terá que encontrar editores e tomadores de decisão face-a-face para criar um relacionamento. E lembre-se do dispositivo antiquado que faz chamadas -- o telefone? Para verificar fatos, Mitchell recomendou checar e checar novamente online e, em seguida, usar o telefone para confirmar detalhes importantes com fontes próximas a uma notícia.

Para ler o artigo na íntegra (em inglês), clique aqui.

Imagem: Doug Mitchell, consultor e coordenador de projeto da National Public Radio em Washington, D.C. Cortesia de Doug Mitchell.

O Poynter Online, parceiro da IJNet e site do Poynter Institute, é uma escola que serve o jornalismo e a democracia há mais de 35 anos. O Poynter oferece notícias e treinamento para qualquer agenda, com orientação individual, seminários presenciais, cursos online, webinários e muito mais.