Dando o salto para a multimídia

porJessica Weiss
May 31, 2013 em Jornalismo multimídia

Você quer expandir suas habilidades multimídia? Se não, deveria, diz Jehangir Irani, produtor de vídeo de entretenimento da editora Conde Nast.

"Já foi o dia de ter um único conjunto de habilidades", afirma o autodidata Irani. "É uma boa ideia para começar a aprender e experimentar."

Irani recomenda que os jornalistas se iniciando em fotografia, vídeo ou áudio lancem um blog e comecem a postar seu trabalho. Em seguida, devem se relacionar com pessoas e publicações cujos trabalhos que admiram. "Compartilhe suas coisas e vão compartilhar as suas", diz Irani, um ex-produtor de Web para o site de mídia social Mashable.

Aqui estão algumas dicas de Irani para trabalhar com foto, vídeo e áudio:

Foto

Comece comprando, pedindo emprestado ou alugando uma câmera com funções básicas, com a capacidade de controlar a abertura e a velocidade do obturador. Para revisões de câmera e equipamento, ele recomenda o BH Photo/Video.

Daí, escolha algo que você gostaria de passar o dia filmando. Não tem que estar relacionado com o seu trabalho. "Se você é um repórter de negócios, mas você gosta de ir ao jardim botânico, vá fotografar árvores", diz Irani.   Confira aulas de baixo custo em seu centro comunitário local ou universidade. Se não houver nenhum, Irani recomenda os tutoriais no Lynda.com ou no seu canal no YouTube.

Siga as contas de fotógrafos profissionais e agências de notícias que compartilham suas dicas e trabalho no Twitter, incluindo @nytimesphoto, @popphoto, @reuterspictures, @MagnumPhotos, e @petesouza.

Vídeo

Comece achando uma câmera com a qual você possa praticar e filme algo do seu interesse.

Se você alugar ou comprar uma câmera de vídeo, verifique se tem entrada de som, o chamado port XLR, diz Irani. Isto irá permitir que você conecte um microfone e grave diretamente com a câmera. Caso contrário, você vai ter que sincronizar o áudio e vídeo mais tarde, o que pode ser complicado.

Irani recomenda começar de maneira simples e escolher um tema que permite vários tipos de filmagens.

Se você quiser gravar um vídeo jornalístico, assista a um programa de notícias na televisão e preste atenção em como o fundo e o primeiro plano são definidos e iluminados. Em seguida, tente reproduzi-los ao filmar a sua família ou amigos.

Para a aprender online, Irani recomenda Larry Jordan Tutorials, e BH Photo/Video.

No Twitter, ele segue @CineTechNews, @Zacuto, @abelcine e @Hurlbutvisuals.

Áudio

Matérias de áudio devem ser minimalistas em narrativa e diálogo, e incorporar bastante som natural. Por exemplo, uma história que se passa em uma escola podem incluir som natural (também conhecido como "nat sound" ou "ambiente") de crianças brincando, um professor dando instruções, ou um toque de campainha. Para criar uma matéria de áudio rica, você deve captar muitas camadas de som.

Uma boa matéria de áudio inclui som natural, narração, sound bites que avançam a história, personagens, sons para estabelecer o ambiente e um roteiro. É importante escrever um bom título e sinopse para acompanhar uma reportagem de rádio.

Irani adverte contra o uso de smartphones para gravar o áudio, porque seus microfones não são calibrados para pegar a faixa de frequências, que são os vários níveis de vibrações que criam sons (de um órgão a uma buzina alta de carro). Isso resulta em um áudio que não é tão nítido como quando se usa um microfone de qualidade superior. Mas eles são uma boa opção para começar.

Um bom exemplo básico de matéria de áudio é “A Look At The Minor Leagues” de Zack Seward (em inglês).

Para ouvir o que os outros estão fazendo com áudio e postar seu próprio trabalho gratuitamente, ele recomenda Soundcloud.

"Concentre-se em algo que você gosta", diz ele. "E diverta-se com ele."

Você pode ver a lista completa de Irani com sugestões de equipamentos aqui.

Jessica Weiss é uma jornalista americana com base em Buenos Aires.

Foto cortesia do usuário Epsos no Flickr sob a licença Creative Commons