Conheça os notáveis ​​finalistas dos Prêmios de Jornalismo de Dados

porMargaret Looney
May 6, 2013 em Jornalismo de dados

A Global Editors Network selecionou 72 finalistas para sua premiação de jornalismo de dados. Escolhidos entre mais de 300 inscrições, os finalistas representam os agitadores do jornalismo baseado em dados em quatro categorias: jornalismo de dados investigativo, aplicativos de dados, narrativas com dados e sites de jornalismo ou seções de dados.

Os Estados Unidos e o Reino Unido dominam a lista com 26 e 15 indicações respectivas. O Guardian recebeu cinco indicações para seus projetos, incluindo a cobertura dos Jogos Olímpicos de 2012, e a ProPublica recebeu quatro indicações para projetos como o Message Machine, que acompanhou e-mails de campanha política durante a eleição presidencial americana em 2012.

Mas os finalistas, representando 19 países, vieram de diferentes partes do mundo. Projetos liderados por colaboradores da IJNet, Gustavo Faleiros do Brasil e Miguel Paz do Chile, bolsistas do Knight International Journalism Fellowship do ICFJ, e dois projetos da equipe de dados assistida pela bolsista Knight Sandra Crucianelli receberam indicações.

Aqui estão alguns dos projetos mais notáveis:

  • Das Cloud na Romênia criou o Macroscop, um aplicativo que oferece uma "visão panorâmica sobre os problemas de saúde do país por meio de pesquisas realizadas no Google."

  • Internews no Quênia criou o Data Dredger, uma plataforma online que ajuda jornalistas quenianos na prática sobre a reportagem com dados. Ao acessar a Kenya Open Data Initiative (KODI), os jornalistas criaram infográficos e relatórios detalhados sobre política e saúde.

  • Ao examinar uma planilha de documentos financeiros, o Centro Filipino de Jornalismo Investigativo criou uma série de quatro partes analisando a riqueza dos juízes da Suprema Corte do país. A investigação resultou num impeachment.

  • O Asahi Shimbun no Japão usou dados disponíveis publicamente para visualizar os efeitos do terremoto de Nankai, mostrando o impacto região por região, com números sobre vítimas, refugiados, infraestruturas danificadas e muito mais.

  • Kreativ Magazin da Hungria descobriu e compartilhou um tesouro de dados sobre o gastos desnecessários de dinheiro público dentro dos meios de comunicação sob o regime do primeiro-ministro Viktor Orbán.

Este ano, o prêmio do voto popular será concedido ao finalista com o maior número de votos. Você pode selecionar o seu favorito entre os 72 finalistas aqui. Os vencedores restantes de cada categoria serão escolhidos por um júri internacional.

Com um total de cerca de US$19.000 em disputa, oito projetos vencedores serão anunciados durante o GEN News Summit, a ser realizado em junho, em Paris.

Margaret Looney, assistente editorial da IJNet, escreve sobre as últimas tendências de mídia, ferramentas de reportagem e recursos de jornalismo.

Imagem da página do site do Das Cloud's Macroscop project