Conferência do IRE compartilha ferramentas de fonte aberta para jornalistas

porSam Berkhead
Jun 22, 2016 em Jornalismo investigativo

Na conferência do Investigative Reporters & Editors (IRE) na semana passada, jornalistas, desenvolvedores de notícias e tecnólogos se reuniram em Nova Orleans para quatro dias de sessões sobre jornalismo investigativo em todas as suas formas.

Em meio a uma atmosfera de aprendizagem compartilhada, troca de ideias e colaboração, o programa ICFJ Knight International Journalism Fellowships apresentou o evento-almoço "Steal My Tool" (Roube Minha Ferramenta) durante a conferência.

Antes do evento, a IJNet e o ICFJ Knight reuniram 10 ferramentas de investigação gratuitas e de código aberto criadas pelos bolsistas ICFJ-Knight aqui.

Aqui está um panorama das oito ferramentas exibidas durante o evento que podem ser adaptadas em sua redação:

Robert Gebeloff, editor de projetos de banco de dados no New York Times, demonstrou como usar XML Grid para acessar e interpretar os dados de um site. Usando essas ferramentas e técnicas, Gebeloff mostrou como pode encontrar quais lojas do supermercado Trader Joe vendem cerveja, raspando o código XML do site. Gebeloff publicou instruções detalhadas para a raspagem de web sem programação em sua página no GitHub.

Amanda Strydom, editora da Rede Africana de Centros de Jornalismo Investigativo (ANCIR, em inglês), apresentou Siyazana, que revela ligações financeiras entre as esferas públicas e privadas na África do Sul, permitindo investigação mais fácil e transparência elevada. Siyazana é construído a partir de Grano, uma ferramenta de mapeamento para ilustrar influência política e econômica. Você pode roubar o código do Siyazana no GitHub e adaptá-lo para o seu próprio país aqui.

Mike Tigas, desenvolvedor de aplicativos de notícias na ProPublica, ofereceu Tabula and Onion Browser. Tabula extrai dados de documentos PDF em uma planilha CSV ou Microsoft Excel. A ferramenta tem sido utilizada em projetos de investigação jornalística na ProPublica, La Nación da Argentina, New York Times e mais. Seu código pode ser copiado no GitHub aqui. Onion Browser é um navegador para iOS que permite ao usuário navegar na web anonimamente através da rede Tor onion router. Pegue o código do Onion Browser aqui.

Jorge Luis Sierra, bolsista Knight do ICFJ, falou sobre Salama, o aplicativo de avaliação de risco que ele construiu para jornalistas que trabalham em ambientes perigosos. Com Salama, é possível para jornalistas e organizações de notícias determinarem o seu nível de risco. A partir daí, Salama conecta com recursos de segurança que se encaixam no nível de risco identificado. O código de Salama pode ser encontrado aqui.

O Ted Han do DocumentCloud mostrou sua ferramenta, um repositório de documentos de fonte primária para jornalistas, pesquisadores e ativistas. Usando DocumentCloud Pages, é possível incorporar esses documentos dentro de histórias e em sites de maneira responsável. É usado por canais como BuzzFeed e Chicago Tribune, e desempenhou um papel em uma reportagem de investigação vencedora do prêmio Pulitzer. Han demonstrou DocumentCloud no primeiro event "Steal My Tool" durante a conferência NICAR, também. Seu GitHub pode ser encontrado aqui.

David Lemayian, tecnólogo do Code for Africa, apresentou sourceAFRICA, um repositório de mais de 21.000 documentos e dados acionáveis ​de toda a África. ANCIR desenvolveu sourceAFRICA a partir do código do DocumentCloud, adaptando-o para servir como um catálogo de documentos africanos com potencial para estimular mudança social. O próprio Code for Africa já desenvolveu mais de 90 projetos de código aberto, todos os quais podem ser hackeados em sua página GitHub.

Troy Thibodeaux, editor interativo de tecnologia de redação da Associated Press, mostrou Geomancer. A ferramenta permite compilar dados com base na geografia compartilhada, uma tarefa que normalmente requer várias etapas. Pegue o código do Geomancer no GitHub aqui.

Miranda Patrucic, repórter e editor do OCCRP, falou sobre o Investigative Dashboard -- uma plataforma open source que ajuda o jornalista investigativo fazer o seu trabalho mais facilmente. Consiste de motores de busca, bases de dados, um sistema de apoio à investigação e um gerenciador de arquivos, tornando-se um balcão único para o jornalista que busca investigar um problema. Sua página GitHub pode ser encontrada aqui.

Imagem principal de Mike Tigas por David Lemayian