Como superar cinco desafios para seu projeto de mídia

porمصطفى فتحي
Feb 27, 2015 em Redes sociais

Em maio, a IJNet Árabe lançou um centro de tutoria virtual, escolhendo oito jornalistas empresariais na região do MENA em necessidade de aconselhamento financeiro e digital para tirar suas startups do papel. Ao longo do processo, os orientandos estão compartilhando as lições aprendidas e dicas com leitores da IJNet. Neste post, o participante Mostafa Fathi compartilha suas experiências construindo o seu próprio projeto de mídia, o Instituto de Jornalismo Independente no Egito.

Não há prazer maior do que a construção de um projeto de mídia pessoal através do qual você expressa suas ideias e criatividade. Mas há muitos desafios a enfrentar e alguns deles podem ser realmente frustrantes.

Aqui eu reflito sobre minha experiência criando o Instituto de Jornalismo Independente (IJI) e os desafios que superei durante o processo. [Fathi também resumiu esses desafios em um infográfico em árabe que você pode ver aqui.]

Você vai se dedicar ao seu projeto?

A decisão de se demitir de seu trabalho toma muita consideração, pois seu trabalho é geralmente a principal fonte de renda. Se você vai largar seu emprego, deve ter certeza de que seu projeto vai gerar renda alternativa. Se você não estiver certo disso ou se o seu projeto é construído sobre um modelo sem fins lucrativos, então, muitas vezes é melhor manter o seu emprego e se concentrar na gestão do tempo --planejar bem o seu tempo e dividi-lo entre seu trabalho e seu projeto. Isso nunca significa lidar com o seu projeto com indiferença ou insignificância, ou dar-lhe uma pequena parte de seu tempo. Projetos precisam de atenção para ter sucesso e brilhar.

Muitos homens e mulheres jovens tentam se dedicar a seus projetos em tempo integral e muitos conseguem ter sucesso. Hanan Solayman é um bom exemplo. Solayman decidiu deixar seu emprego no governo como jornalista em uma instituição nacional egípcia e dedicou-se ao seu projeto Mandara, que foi um enorme sucesso.

Pessoalmente, eu escolhi dividir meu tempo entre o meu projeto e meu trabalho como jornalista e gerente de projeto. Graças a alguns artigos que li sobre a gestão do tempo, consegui conduzir meu projeto e meu trabalho ao mesmo tempo.

Encontre um local para o meu projeto

Não é fácil sediar seu projeto em um local permanente. As taxas de aluguel são geralmente muito altas em muitos países, incluindo o Egito, onde eu moro. Inevitavelmente, eu tive que pensar em ideias criativas. A Biblioteca Pública acolheu a ideia de hospedar o IJI e várias oficinas diferentes. Além disso, quando eu falei com alguns proprietários de organizações cívicas no Cairo, descobri que muitos estavam dispostos a acolher atividades do IJI gratuitamente. Há também muitos lugares que podem oferecer espaço em sua sede por um preço mínimo.

Não consigo encontrar parceiros

Eu não recomendo que você inicie um projeto por conta própria. Trabalho em equipe é uma das principais razões para o sucesso de qualquer projeto. Quando você combina diferentes pessoas com a sua própria experiência única para um projeto, tem a garantia de algum sucesso. Mas escolher uma equipe pode ser um verdadeiro desafio, por isso é importante se inscrever em programas de treinamento. Uma das vantagens de participar de aulas de treinamento, além de desenvolver suas habilidades, é conhecer pessoas que têm o mesmo entusiasmo e interesse em desenvolvimento que você.

Em um treinamento que assisti no Centro Internacional para Jornalistas, conheci a colega Dalia Jibali que se tornou minha parceira no IJI. Além disso, a mídia social é uma boa maneira de conhecer pessoas incríveis. Eu conheci a pessoa que criou o logotipo para o IJI através do Facebook depois que eu postei sobre a necessidade de alguém criar um logotipo profissional.

Fique longe de frustrações

"Você está desperdiçando seu tempo ajudando as pessoas. Concentre-se em seu trabalho principal. É mais importante."

Este é o conselho que um dos meus amigos me deram. Anteriormente, ele zombou de mim quando eu postei no Facebook que estava lançando um projeto com o objetivo de desenvolver as habilidades de jovens jornalistas.

Ao longo do camimho você encontrará muitas pessoas que não compartilham da sua visão. Algumas delas irão tirar sarro de você e de sua ideia. Eu recomendo se concentrar em estar entre amigos positivos que inspiram você. Pessoalmente, eu procurei através do Facebook por jovens autores de iniciativas e os adicionei à minha lista de amigos para me beneficiar de sua experiência. Notei que seus posts em mídias sociais estão cheios de esperança e desafio. Eles próprios são histórias inspiradoras de sucesso e se você pedir a ajuda deles, vai ouvir comentários muito úteis.

Siga as páginas no Facebook ou contas de pessoas ou organizações no Twitter que fornecem conselhos para projetos bem sucedidos ou que divulgam oportunidades de formação para jovens autores de iniciativas e projetos.

Os meios de comunicação não estão interessados ​​em escrever sobre o seu projeto

Não espere que a mídia vá encontrá-lo; você deve ir atrás dela. Eu construí uma lista de discussão que inclui endereços de e-mail de um grande número de jornalistas e produtores a quem eu mando qualquer nova atividade relacionada com o IJI. Por exemplo, eu enviei um post sobre o primeiro workshop que fizemos sobre o jornalismo cidadão no Biblioteca Pública. No dia seguinte, encontrei um artigo em vários jornais e websites egípcios. Alguns jornalistas compareceram para cobrir o workshop.

Ao escrever um e-mail para uma lista, não se esqueça de incluir os detalhes corretos, informações de contato, o seu logotipo e website do seu projeto. As pessoas que têm interesse em seu projeto vão clicar nos links, e é uma maneira fácil de divulgar sua organização.

Financiamento

Você pode se perguntar por que eu não acrescentei o desafio de financiamento neste post. Eu sei que é um dos maiores desafios que você irá enfrentar, e eu recomendo que você leia o meu artigo, "Ideias criativas para fundar seu projeto de mídia".

Mentee Mostafa Fathi, fundador do Instituto de Jornalismo Independente, é um repórter com base em Cairo para o jornal libanês Al Safir e coordenador de projetos do United Journalists Center. Seu treinamento foca em mídia moderna.

Imagem principal sob licença CC via Víctor Nuño