Como o aplicativo Circa se renova e gerencia uma equipe global de repórteres

porDena Levitz
May 1, 2015 em Jornalismo móvel

Três anos atrás, o aplicativo móvel Circa apareceu no jornalismo como uma alternativa para saber o que está acontecendo no mundo, enviando a usuários atualizações de notícias de última hora que eles escolhem para seguir. Desde então, a startup de mídia mudou não só como apresentar a informação, mas também como é atualizada. Mobile não é apenas uma plataforma, mas a sua força vital.

A maioria das empresas tradicionais de mídia começa na imprensa ou com um site e depois vai para o mobile. Nos últimos meses Circa fez o oposto, além de criar uma nova versão do seu aplicativo altamente popular. O editor sênior Daniel Bentley falou sobre estes mais recentes desenvolvimentos e como se encaixam na estratégia editorial do Circa.

Circa é baseado em San Francisco, mas tem redatores espalhados por todo o globo. Quantos redatores vocês têm, onde estão e como conseguem gerenciar uma equipe espalhada pelo mundo?

Temos 14 redatores, 10 nos EUA e os outros no Camboja, Austrália, China e Jordânia. Nós administramos a redação usando uma combinação de Slack, Quip e Trello. Slack nos permite comunicar instantaneamente ao longo do dia. Trello nos permite rastrear quais histórias estamos trabalhando. E Quip é o nosso repositório de documentos, tais como guia de estilo, diretrizes editoriais e ideias.

Muitas vezes, o que é diferente sobre Circa em comparação com outros agregadores como Flipboard é o fato de que são seres humanos de verdade comprimindo a notícia, comunicando e verificando informações. Também tem padrões editoriais acessíveis ao público e diretrizes éticas. Qual é o trabalho e expectativa para os redatores? Parece que eles são parte jornalista, parte editor.

É exatamente isso. Nossos redatores estão filtrando informações de nossos feeds de entrada: social, agências, reportando em outros lugares e depois analisando para Circa. Eles precisam identificar se a informação se encaixa dentro de uma história existente em Circa, se precisamos criar uma nova história e se a informação é importante o suficiente para "republicar" a história ou se vamos enviá-la como uma notificação para os seguidores.

O outro grande diferencial é o seu sistema de gerenciamento de conteúdo (CMS) custom-built. O que o torna tão único?

Ele foi construído para Circa! Nosso CMS é muito básico, mas incrivelmente poderoso. Ele nos permite obter rapidamente um esboço de uma história em caso de notícias de última hora e atualizar a história quando mais informações se desenvolvem. É também uma base de dados incrivelmente poderosa, com uma estrutura de dados única. Considerando que, em um CMS tradicional, a história é uma entidade única, o CMS do Circa armazena informações ao nível "atômico" do parágrafo. Isto permite oferecer novas informações para os seguidores de histórias em pequenos pedaços.

O fundador, David Cohn, tem usado frequentemente o termo "atomização" para referir-se à ideia de que Circa dá notícias em pequenas partes. Explique o valor de fazer isso.

Atomizar as histórias nos permite fazer várias coisas legais. Permite atualizar histórias gradativamente ao longo do tempo, criando histórias vivas que podem durar anos. Também fortalece nosso recurso de seguimento. Quando você seguir uma história no Circa sabemos que "átomos" que você já leu, por isso, não perdemos seu tempo fazendo você lê-los novamente. Nós só enviamos novas informações.

Pode nos dar os destaques da nova versão do seu aplicativo?

A versão mais recente, 3.1, foi lançada na segunda-feira passada. Nós adicionamos a funcionalidade para o relógio da Apple e melhoramos alguns aspectos visuais do app. Achamos que Circa está bem posicionado para tirar proveito de uma tela menor, mais pessoal. O pulso vai ser um lugar onde os aplicativos não podem abusar da confiança do usuário (até mais do que o telefone). Circa somente envia notificações para as notícias mais importantes ou para as histórias que você escolheu.

Qual foi a maior lição que você aprendeu sobre como as pessoas consomem notícias no celular?

O jornalismo móvel passou de um meio em crescimento quando lançamos o aplicativo em 2012 para a forma como a maioria das pessoas consome notícias em 2015. Tendo a notícia em um dispositivo em seu bolso ou em seu pulso permite que as pessoas se mantenham informadas de forma rápida e conveniente. E para os usuários do Circa, eles podem nos dizer sobre as histórias que lhes interessam com um toque de botão. Dessa forma, nunca mais vão perder uma nota importante de notícia.

Circa, que começou inteiramente voltada ao móvel, adicionou recentemente um website. Qual foi o motivo e isso foi uma boa ideia?

O site foi realmente um produto da função 'Daily Briefing' que nós adicionamos no Circa News versão 3. Com o Daily Briefing, nós selecionamos cerca de 10 histórias mais importantes de uma forma fácil de consumir. Enquanto isso funcionou muito bem no celular, descobrimos que fazia uma bela e dinâmica homepage de desktop.

Por último, você tornou-se editor sênior depois de iniciar com Circa como um contribuinte. O que o atraiu para Circa em primeiro lugar e fez você querer ficar e subir na hierarquia?

Eu ouvi sobre Circa através de um amigo que havia encontrado com o nosso editor fundador David Cohn (agora no AJ +) na ONA em San Francisco. Eu tinha acabado de me mudar para Nova York do Reino Unido e o trabalho apareceu no momento perfeito. Eu sempre quis estar em uma empresa de notícia que estava na frente em tecnologia, e a ideia de me juntar a uma startup, em vez de numa posição mais baixa em uma organização maior definitivamente me atraiu. Nossa equipe incrível de produto em San Francisco sempre ouve a nossa opinião seja no backend ou para o app. Poder dar essa contribuição e trabalhar em uma equipe confiante e super afiada tem me mantido na empresa.

Imagem do app Circa app via IJNet