5 dicas para descobrir corrupção empresarial

por Lindsay Kalter
Nov 2, 2012 em Diversos

Um guia da International Finance Corporation (IFC) e do Centro Internacional para Jornalistas oferece dicas para a cobertura sobre governança corporativa.

O guia de 76 páginas está disponível em PDF em inglês.

Veja como a compreensão da governança corporativa - como as empresas são governadas e controladas - pode ajudar a revelar abusos de poder, desperdício, corrupção e roubos:

Conheça o conselho administrativo

Jornalistas devem examinar cuidadosamente a equipe de gestão da empresa, mas é igualmente importante monitorar o conselho administrativo, sugeriu o relatório. Sinais de alerta incluem a ausência de membros importantes, um conselho que desvia do padrão de nove ou 10 membros, ou vários membros não independentes com ligações adicionais na companhia.

Conecte os pontos

O jornalista deve ficar de olho nas transações com partes relacionadas da empresa -- negócios entre partes que são unidas de uma maneira notável. Para as empresas de capital aberto, estas devem ser publicadas no relatório anual. "Pontos notáveis para jornalistas incluem laços de membros do conselho com outras empresas que são fornecedoras, membros da família em cargos-chave das empresas com quem fazem negócios, e os custos desproporcionalmente elevados de fornecimento de bens e serviços", disse o relatório.

Não ignore acionistas ativistas

Pode ser útil para o jornalista se conectar com os "acionistas chatos" -- ativistas que puxam por mudanças dentro da empresa. Alguns jornalistas ficam longe dos chatos, vendo-os mais como pragas do que fontes, mas muitas vezes estes acionistas chamam atenção sobre práticas questionáveis ​​e falhas do conselho, disse o relatório.

Rastreie o fluxo de caixa

Jornalistas muitas vezes se concentram em declarações de renda para determinar a receita e o lucro, mas o fluxo de caixa é considerado por muitos analistas como documento financeiro mais revelador, afirmou o relatório. "Uma empresa pode estar dando lucro, mas mostrar fluxos de caixa negativos de operações", segundo o relatório. "Continuar fluxos de caixa negativos de operações é um ponto alarmante."

Fique de olho em empresas familiares

Muitos problemas podem surgir a partir da mistura de relações pessoais e profissionais em empresas familiares. "Histórias sobre essas empresas são muitas vezes dramáticas, com personalidades grandes que fazem parte de famílias poderosas, ricas e altamente secretas. No entanto, para o jornalista, as empresas familiares podem apresentar dificuldades por causa da falta de transparência", disse o relatório. Jornalistas devem prestar atenção em gestores com qualificações insuficientes, influência familiar no conselho e questões de sucessão.

Foto usada com licença Creative Commons, via Flickr