Caixa de ferramentas do jornalista digital: Áudio

porPaige Levin
Aug 9, 2016 em Jornalismo multimídia

O jornalismo engajante e interativo é possível mesmo sem um extenso conhecimento de codificação. Mas como?

Nós pesquisamos na internet as ferramentas mais acessíveis para criar conteúdos multimídia. Abaixo, você encontrará uma coleção de aplicativos totalmente gratuitos que irá fazer todo o trabalho para você -- sem necessidade de codificação:

Esta semana: áudio.

Opinion: Mais básico impossível, o Opinion permite ao usuário criar e compartilhar podcasts inteiramente no celular, o que é ideal para os repórteres de rua. Jornalistas podem baixar o aplicativo em seus iPhones ou iPads. Para criar um podcast, o usuário só precisa gravar o áudio, editá-lo na interface simples de arrastar e colar e publicá-lo.

Uma vez publicado, o áudio está pronto para ser compartilhado e até mesmo adicionado ao iTunes. Como a maioria dos aplicativos profissionais, você pode baixar uma versão gratuita que irá dar conta do trabalho. Por US$5, o usuário pode desbloquear o aplicativo inteiro. Uma desvantagem: o Opinion está disponível apenas para produtos Apple.

oTranscribe: É uma plataforma muito simples, mas oTranscribe faz uma enorme economia de tempo para os repórteres correndo atrás de prazos. Não é nada extravagante, mas ao contrário de outras plataformas de transcrição, é grátis.

O que é bom é que você pode fazer upload de seus arquivos de áudio diretamente para o site, o que elimina o incômodo de alternar entre janelas para ouvir e transcrever áudio. oTranscribe hospeda seu áudio no topo de um editor de texto básico. Ao transcrever, você pode usar o controle do teclado para pausar, voltar, avançar e adicionar marcações de tempo. Cada vez que você aperta o play, oTranscribe retorna 10 segundos no caso de você ter perdido alguma coisa. Os arquivos são privados e facilmente exportados.

Free Music Archive: É exatamente o que parece. Este site abriga milhares de clipes de áudio livres disponíveis sob a licença Creative Commons. Leva apenas um clique para fazer o download totalmente gratuito de música de fundo e efeitos sonoros para usar durante a edição de vídeo.

Se você criar uma conta, que é gratuita, pode marcar como favoritos certos arquivos e voltar a eles em um momento posterior. Também pode criar uma lista de reprodução. Os sons são divididos por categoria e pesquisáveis por palavra-chave. Os arquivos são baixados como MP3s.

PhotoPeach: Se você não tem experiência com software de edição de vídeo, pode usar PhotoPeach para criar slides de áudio simples. Depois de criar uma conta, basta enviar suas fotos para a plataforma. Você pode facilmente reorganizá-los na ordem correta diretamente no site.

De lá, pode procurar por música e inseri-la em seus slides diretamente do YouTube ou carregar o seu próprio áudio. Depois de salvar o seu projeto, pode compartilhar nas redes sociais ou incorporá-lo. O site elimina uma etapa do processo, pois o seu conteúdo já vive online. Não há necessidade de exportar um arquivo e enviá-lo para o YouTube ou Vimeo. Você já recebe um código de embed (incorporação).

SoundCite: SoundCite segue o mesmo modelo das outras ferramentas do Knight Lab, fazendo-o reconhecível e fácil de usar. Usando SoundCite, você pode criar áudio embutido, que totalmente incorpora o áudio em sua matéria. Em vez de ter o texto separado do leitor de áudio, pode destacar uma seção específica do texto muito parecida com um hiperlink. Quando você clica sobre o texto, reproduz o áudio gravado.

Esta ferramenta ajuda a dar vida a suas histórias sem interromper o fluxo do artigo. Também fornece um bom lugar para som natural, atraindo leitores e pintando ainda mais a imagem para eles. SoundCite também reconhece uma variedade de arquivos de áudio, como links de SoundCloud e arquivos MP3.

Para mais ferramentas, confira este Pinterest com mais recursos de áudio.

Imagem principal sob licença CC no Flickr via Michael Saechang