5 maneiras de se lançar no jornalismo

porNicole Martinelli
Feb 22, 2012 em Jornalismo básico

Começar uma carreira no jornalismo pode ser difícil.

A seção de profissões no Guardian reuniu jornalistas e instrutores da Reuters, BBC, Bloomberg, City College e outros em um painel sobre como entrar no jornalismo. Aqui estão os pontos principais do chat, segundo a IJNet.

Encontre uma maneira de demonstrar seu interesse. "Mostrar paixão pelo jornalismo vai destacá-lo da multidão. Na minha experiência, é surpreendente como muitas pessoas se inscrevem para cargos sem experiência anterior -- mesmo que a experiência seja apenas de acompanhar um jornalista por um ou dois dias", disse James Porter, um veterano jornalista da BBC que trabalha agora para a Faculdade de Jornalismo da BBC.

Para estudantes, Porter também recomendou se envolver na mídia estudantil, jornais locais ou estações de rádio para obter experiência de trabalho. "Tudo isso ajuda a provar que isso não é um capricho, mas uma verdadeira paixão", disse ele.

Autopublique. "Crie seu conteúdo próprio e faça com que as pessoas falem sobre ele -- crie um site ou blog e dê uma chance de fazer com que as pessoas notem. Eu conheço um jornalista especializado em jogos de computador que tomou esta rota para conseguir seu emprego do sonho", disse Ross Hawkes, um conferencista sênior em jornalismo da Universidade de Staffordshire e um dos fundadores do projeto hiperlocal, sem fins lucrativos, Lichfield Live.

Seja tecnológico. "Tecnologia, como todos sabemos, está se tornando cada vez mais importante para os jornalistas, em termos da forma como a utilizamos em nossos programas (telas sensíveis ao toque, etc) e no material que geramos para alimentar a web, enquanto podemos ver o crescimento de aplicativos especiais, vídeos online, etc, e a capacidade de gravar seu material; ganhar as habilidades técnicas lhe dará uma enorme vantagem sobre a concorrência...", disse Maryam Nemazee, âncora do "Pulse with Maryam Nemazee" da Bloomberg.

Considere se especializar. "A maioria dos empregos na área editorial da Reuters está agora no jornalismo financeiro...", observou Belinda Goldsmith, diretora global de aprendizagem editorial na Reuters. "Nós também temos repórteres gerais, no entanto, todos os repórteres de notícias gerais precisam também escrever sobre finanças e explicar como notícias sobre eventos políticos e outros impactam os mercados financeiros e a economia de um país e seu povo."

Busque empregos que não existiam 10 anos atrás. "Hoje em dia muitos formados acabam no mundo multimídia -- fazendo trabalhos que não existiam 10 anos atrás", disse a professora Suzanne Franks, diretora da graduação em jornalismo da City University de Londres. "Há empregos em mídia social em todos os tipos de instituições, o que certamente é uma boa maneira de colocar o pé na porta". Formados recentemente conseguiram empregos no Net Media Planet, Autoblog da AOL e o site Pocketlint.

Leia a transcrição completa do chat (em inglês) aqui.