Content supported by

O que fazer se sua startup fracassar

porJeremy CaplanAug 26, 2019 em Empreendedorismo de mídia
Startup fracassam

A maioria das startups fracassa e poucos fundadores estão preparados quando isso acontece. Aqui estão alguns passos a serem seguidos se você se encontrar nessa situação.

Reflita sobre o que funcionou e o que não funcionou

Depois de tentar de todas as maneiras salvar o seu empreendimento, você pode finalmente estar pronto para desistir. Após o período inicial de negação, será hora de seguir em frente. O período imediatamente seguinte ao que parece ser um fracasso pode ser emocionalmente difícil. Você pode se sentir envergonhado, frustrado ou decepcionado. Pode estar com raiva de quem não atendeu às suas expectativas. Pode apenas estar envergonhado.

Quando as emoções iniciais mais cruas tiverem passado, reserve um tempo para digerir o que aprendeu. A jornada que você fez provavelmente é rica em lições. Você as absorverá totalmente se reservar um tempo para a contemplação.

Quando tiver distância suficiente para deixar de lado suas emoções, tente fazer uma avaliação clara do que você poderia ter feito de maneira diferente. Faça isso antes que a neblina do tempo obscureça sua memória.

Seus próximos projetos — empreendedores ou não — serão beneficiados por sua análise. Considere se você deseja tentar empreender novamente com um novo produto ou serviço. A maioria dos empreendedores que obtém sucesso o fazem com seu segundo ou terceiro empreendimento, não com o primeiro.

Observe as decisões que você tomou, suas ações e o conteúdo que criou. Documente para si mesmo algumas das suas principais conclusões. Pense nas coisas que te deram orgulho e funcionaram bem. Seja sincero sobre o que não aconteceu como você esperava.

Entre em contato com seus apoiadores

Converse com as pessoas que o apoiaram para contar o que aconteceu com sua startup e agradecer por sua ajuda.  Se você recebeu apoio material de outras pessoas na forma de dinheiro, equipamento ou conteúdo, devolva o que puder o mais rápido possível. As pessoas podem se decepcionar com o resultado de sua experiência empresarial, mas respeitarão seu profissionalismo.

Ao revisar a jornada da sua startup, solicite informações independentes de pessoas em quem você confia. Para garantir que o feedback seja honesto, convide as pessoas que acompanharam o progresso do seu empreendimento para fornecer informações anônimas (por meio de um formulário do Google, por exemplo) sobre o que funcionou bem e o que deu errado. Se um padrão de respostas aponta para pontos fracos semelhantes, é uma indicação útil que você tem algo específico para trabalhar.

Comunique-se com sua comunidade e o público

Às vezes, quando vemos algo que fizemos como um fracasso, estamos inclinados a escondê-lo por vergonha. Mas existem lições valiosas que podemos compartilhar com outras pessoas. Isso pode ser um presente para sua comunidade.

Quando você compartilha observações sobre sua jornada empreendedora, ajuda as pessoas a entender o que você fez, por que você fez e por que pode não ter funcionado conforme o esperado. Isso pode ajudar a ganhar respeito pelo trabalho que você fez, mesmo que o resultado não tenha sido o que imaginou. Deixar os membros da comunidade especularem sobre o que deu errado pode levar a rumores ou suposições equivocadas.

Aqui está um modelo de transparência em ação. Quando o Circa News — um aplicativo amplamente apreciado na comunidade de startups de jornalismo — foi encerrado em 2015, o CEO e cofundador Matt Galligan escreveu um post no Medium explicando o que aconteceu. O diretor de conteúdo David Cohn também compartilhou seus aprendizados publicamente.

Tire uma folga

Afaste-se. Tire um tempo para recarregar e reequilibrar. O que você fizer a seguir se beneficiará de um reset mental. Resiliência é vital. Passe tempo com as pessoas que você ama. Visite um lugar que o conforta para restaurar sua energia antes de avançar nos seus próximos projetos.

Plante as sementes para o seu próximo trabalho

Adicione as novas habilidades e experiências que você adquiriu ao seu currículo e a qualquer rede profissional em que você confia, como o LinkedIn. Entre em contato com profissionais que você respeita. Marque conversas com o intuito de aprender mais sobre o que eles estão trabalhando. Embarque em uma turnê de escuta. Em vez de insistir no destino de seu próprio empreendimento recente, concentre-se em conversar com os outros. Isso abre a possibilidade de que algo em que eles estejam trabalhando possa ser do seu interesse. Também pode gerar novas ideias sobre o que você pode focar a seguir.

Toolkit logo

Este artigo faz parte do nosso Kit de Ferramentas para Empreendedorismo de Mídia, que lançamos com o apoio do Civil. Confira para descobrir mais artigos sobre como lançar seus próprios empreendimentos de mídia. 


Jeremy Caplan é diretor de ensino e aprendizagem da Newmark Graduate School of Journalism da CUNY em Nova York. Visite Journalism2030.com para obter uma compilação gratuita de seus recursos de jornalismo empresarial. Siga Jeremy no Twitter @jeremycaplan ou jeremycaplan.com.

Imagem principal sob licença CC no Unsplash via Daria Nepriakina