Idiomas

Natasha Tynes

imagem de ntynes

Natasha Tynes é uma jornalista freelance, profissional de desenvolvimento de mídia e empreendedora. Ela bloga para a IJNet e Huffington Post, além de dirigir sua empresa de estratégia digital, Tynes Media Group. De origem jordaniana, Tynes é fluente em árabe e mora em Washington.

Últimas notícias

6 dicas simples para fazer reportagens com iPhone

O premiado repórter de rádio Neal Augenstein compartilha suas técnicas e estratégias para usar iPhone em reportagens de campo.

Natasha Tynes | 11/10/16

6 lições do Relatório de Notícias Digitais da Reuters 2015

A IJNet examinou o relatório do Instituto Reuters para o Estudo de Jornalismo e encontrou seis tópicos que serão úteis para quem trabalha com notícias digitais.

Natasha Tynes | 23/06/15

5 ferramentas para criar seu próprio podcast

A IJNet selecionou ferramentas de baixo custo ou gratuitas que jornalistas podem usar para criar podcasts e programa de rádio. 

Natasha Tynes | 14/05/15

Como registrar história oral com aplicativo do StoryCorps

O novo aplicativo ajuda a gravar uma conversa com um membro da família, amigo ou estranho, oferecendo perguntas e dicas de todo o processo.

Natasha Tynes | 17/04/15

Streaming social ao vivo esquenta com chegada de Periscope do Twitter

Aplicativos de streaming ao vivo não são novos para o celular, mas uma inovação acontecendo no vídeo em tempo real pode ser extremamente útil para jornalistas.

Natasha Tynes | 01/04/15

Por que boletins por e-mail estão de volta

Em meio à desordem das redes sociais e fluxo constante de informações, organizações digitais como Vox e BuzzFeed estão voltando sua atenção aos boletins de notícias.

 
Natasha Tynes | 16/03/15

Dicas e ferramentas para jornalistas que recebem ataques online

Repórteres e blogueiros podem recorrer a estes conselhos e aplicativos para ajudá-los a gerenciar trolls online.

Natasha Tynes | 24/02/15

A cobertura do assassinato de estudantes muçulmanos nos EUA foi justa?

A mídia dos Estados Unidos enfrentou uma tempestade de críticas na quarta-feira sobre a forma como cobriu o assassinato de três estudantes muçulmanos em Chapel Hill, Carolina do Norte, por um homem de 46 anos que se identificou como "ateu".

Natasha Tynes | 16/02/15

Páginas