Idioma:

Como tornar as notícias sustentáveis: Devemos cobrar por reportagens de profundidade?

Em todo o mundo, organizações de notícias estão começando a cobrar acesso a certos conteúdos. A revista inglesa The Economist, por exemplo, dispõe de reportagens investigativas especializadas através de uma taxa no site The Economist Intelligence Unit. E o site americano GlobalPost oferece a seus membros reportagem investigativa por uma taxa adicional através do GlobalPost Passport.

Em países em desenvolvimento, poucas organizações de notícias têm a infraestrutura ou pessoal para realizar reportagens investigativas. Estas deveriam considerar o modelo de negócios de organizações de notícias que cobram pelo acesso do leitor?

Publique um novo comentário