Idioma:

Reply to comment

Chat para jornalistas da Web no Twitter é para todos, diz criador

image:

Jornalistas podem fazer contatos, saber das últimas tendências do jornalismo e aprender dicas e truques de mídia social ao se juntar a um bate-papo no Twitter para jornalistas digitais chamado #wjchat.

O Twitter chat semanal acontece toda quarta-feira à 17 horas (horário de Los Angeles).

O bate-papo #wjchat é uma criação do jornalista online Robert Hernandez, que começou com a ajuda de outros jornalistas se conectar com seus colegas em Los Angeles após sua mudança para a cidade. Tudo começou com um "tuite sarcástico", no qual ele criticou um bate-papo no Twitter que, na sua opinião, focava predominantemente em relações públicas.

"Aquele tuite tocou um nervo e levou jornalistas da Web a emergir do Twitterverse concordar com a queixa", Hernandez escreveu em seu blog.

Jornalistas de todo o mundo, de Dublin, Guatemala a Nigéria, entraram na conversa.

Os tópicos cobrem temas como matemática para jornalistas, a colaboração de desenvolvedores da Web na redação, mentores e doando ao jornalismo, publicações experimentais, avançando a matéria em tempo real, entre outros.

A IJNet entrevistou Robert Hernandez sobre o chat e seu impacto sobre a comunidade jornalística:

IJNet: Por que jornalistas devem participar do #wjchat?

Robert Hernandez: Esta comunidade é um lugar onde todos -- de diferentes níveis de experiência e competências -- podem se unir e compartilhar seus conhecimentos e experiências. O chat permite que você saiba que não está sozinho... não é louco... e incentiva todos a continuar a aprender e compartilhar.

IJNet: Além de fazer contatos, o que surgiu como resultado do #wjchat?

RH: Nós temos sido alvo de contas de paródia, o que é sempre divertido. Sabemos que pessoas fizeram cotatos e encontraram trabalho através de nossas conversas, tanto no Twitter e em sessões de vida real. Nós oferecemos brindes, mais recentemente as ofertas passaram para o BlogWorld em LA. Estou em conversações com o BlogWorld NY.

IJNet: Há planos para abrir para jornalistas internacionais, talvez em línguas diferentes?

RH: Houve um interesse de um jornalista latino a ter um chat em espanhol e eu vi tuites relacionados com #wjchat em diferentes idiomas. Se alguém quiser ir liderar o #wjchat em línguas diferentes , acho que aceitaríamos. Embora eu fale espanhol, meu prato está cheio com a versão atual em inglês.

IJNet: Você sabe de algum outro chat no Twitter para jornalistas? O que faz o seu chat único?

RH: O primeiro e original chat é #journchat. Eu participei dele, onde enviei um tuite sarcástico. Eu acho que eles tendem mais para relações públicas, mas [eles] têm muitos jornalistas que participam. O Pubchat em pubmedia foi lançando na mesma época que o nosso. Eu sei que a ASNE se inspirou em nós para começar o bate-papo. A Socjourn teve um chat, mas, honestamente, há chats para tudo.

Acho que o que nos torna únicos é que todos que participam podem responder as perguntas e compartilhar suas experiências, não só o anfitrião. Somos orgânicos e inclusivos. É para nós, todos nós que se preocupam com o jornalismo.

Você pode seguir #wjchat no Twitter ou online aqui para ler os arquivos dos chats realizados.

Foto: Robert Hernandez.

Reply