Idiomas

Storify será lançada em espanhol, francês e árabe

Storify será lançada em espanhol, francês e árabe

Jessica Weiss | 24/05/12

A plataforma de mídia social Storify vai inaugurar em breve suas versões em espanhol, francês e árabe, disse o co-fundador e presidente da Storify, Xavier Damman, em um encontro de Hacks/Hackers realizado recentemente em Buenos Aires, Argentina.

"Estamos perto", disse Damman para um grupo de cerca de 100 jornalistas e técnicos durante o encontro. "Espanhol estará disponível nas próximas semanas."

A Storify, criada em 2010 para uso privado e em versão beta pública desde abril de 2011, ajuda escritores a coletar informações do Twitter, Flickr, Facebook, YouTube e outros sites sociais. Os usuários podem adicionar texto a histórias e depois incorporá-las em qualquer site.

A ferramenta tem sido usada por organizações como o Washington Post, Mashable, e Al Jazeera. Alguns exemplos incluem reportagens sobre eventos como o tsunami japonês e a revolução no Egito. Quando o correspondente Anthony Shadid do New York Times morreu em fevereiro, o jornal usou a Storify para celebrar Shadid e suas reportagens.

Cerca de 1,2 milhões de pessoas visitaram a Storify em março, de acordo com os dados mais recentes. No mesmo mês, os posts da Storify foram lidos 14 milhões de vezes através de todos os sites. Em 2011, a plataforma recebeu o grande prêmio do Knight-Batten Awards for Innovations in Journalism.

A empresa, com sede em San Francisco, anunciou no dia 14 de maio que está trabalhando em uma versão árabe com a inovadora em mídia digital no Oriente Médio, Taghreedat. Segundo o site The Next Web, o Taghreedat recrutou mais de 2.500 voluntários, com a ajuda do twofour54, um grupo de investimento em Abu Dhabi, para traduzir a interface e o site.

Nas últimas semanas, um número de usuários comunicaram no Twitter que as versões francesa e espanhola da Storify tinham misteriosamente aparecido na interface. A Storify pediu desculpas pela confusão no Twitter e disse que estava ocupada trabalhando em "trazer versões internacionais."

Foto: Xavier Damman da Storify em San Francisco por mbargo.be