Idiomas

HackPack conecta freelancers, colaboradores e editores em cobertura independente

TEMA: 

HackPack conecta freelancers, colaboradores e editores em cobertura independente

Sam Berkhead | 28/11/15

É mais difícil do que nunca para as organizações de mídia dos Estados Unidos cobrirem eventos internacionais. Desde 2003, o número de correspondentes estrangeiros que trabalham para organizações americanas caiu 24 por cento. No entanto, como a liberdade de imprensa continua a diminuir em todo o mundo, a necessidade de grandes meios de comunicação manterem uma presença no exterior é mais vital do que nunca.

É por isso que uma equipe de jornalistas e desenvolvedores lançou recentemente o HackPack, uma plataforma para conectar freelancers e colaboradores em todo o mundo com as agências de notícias que precisem deles. Ao fazer isso, os veículos de comunicação podem manter uma presença internacional e publicar matérias originais e independentes. Ao mesmo tempo, freelancers podem conseguir um veículo que pague um salário justo pelo seu trabalho.

Até agora, mais de 2.100 membros de 71 países diferentes se inscreveram para usar o HackPack, incluindo 1.100 jornalistas e 233 editores. Cerca de 117 especialistas da indústria também se inscreveram. Freelancers podem entrar em contato com esses especialistas para obter informações adicionais para suas reportagens.

Justin Varilek, CEO e cofundador do HackPack, disse que a plataforma tem o potencial de ajudar os jornalistas independentes a publicar matérias que poderiam ser rejeitadas por organizações de notícias locais onde a liberdade de imprensa é baixa.

"Se você é um indivíduo muito brilhante e de cabeça aberta, quer escrever sobre o que quer e busca diferentes editores que podem ajudá-lo a fazer isso", disse ele. "No entanto, eles percebem que não podem publicar [seus artigos] em sua região local porque haveria problemas. Eles podem publicar a nível nacional ou nível internacional e o HackPack pode ajudar alguém a fazer isso."

Alec Luhn, um repórter freelancer para o jornal Guardian e a revista Foreign Policy, recentemente utilizou o HackPack para encontrar um jornalista local na Armênia para descrever a situação no terreno enquanto cobria os protestos #ElectricYerevan de Moscou. O HackPack também lhe permitiu entrar em contato com jornalistas locais em São Petersburgo enquanto trabalhavam lá no verão.

"Para mim, o maior valor do HackPack é que jornalistas e colaboradores em locais distantes são acessíveis com o clique de um botão", explicou Luhn. "Antes, tínhamos que contar com um amigo de um amigo de um amigo para encontrar uma fonte ou fixador em algum outro lugar, e que pode até não funcionar, mas agora esta pesquisa foi digitalizada e expandida enormemente."

Para começar no HackPack, basta inscrever-se para uma conta gratuita no hackpack.press. Você pode optar por registrar-se como jornalista, fotógrafo, cinegrafista ou qualquer um de uma série de outras opções.

De lá, você pode construir o seu perfil HackPack. Pode designar a sua localização, com que tipos de mídia você trabalha, suas editorias preferenciais, as línguas que você conhece e qual o nível de risco que está disposto a tolerar. Indique se está atualmente ocupado ou aberto para reportagens. Por último, adicione exemplos de seu trabalho para a seção de portfólio para dar a editores uma amostra.

Na aba "My Hackpacks", você pode navegar fóruns por região geográfica para procurar a orientação de colegas jornalistas, editores, fixadores, fotógrafos e cinegrafistas que trabalham perto de você. Nos fóruns, vai encontrar conselhos sobre qualquer coisa desde como encontrar contatos a superar problemas de visto. Se tiver dicas, pode compartilhá-las com outros repórteres também.

Procurando por trabalho? Confira a aba "SnapFeed", onde vai encontrar oportunidades de emprego, pedidos de reportagens, eventos, pedidos de colaboradores e muito mais.

Os jornalistas também podem usar o recurso de feedback do colega no HackPack. Depois de trabalhar para um editor, os repórteres podem avaliar a pessoa com base em uma série de fatores. Outros freelancers, então, podem ver as avaliações.

"Se você é um jornalista avaliando um editor, vai querer saber quanto ele ou ela paga e se o pagamento chega geralmente na hora", explicou Varilek. "Também pode descobrir se os editores vão ficar no seu pé de uma forma ou de outra ou se são basicamente objetivos em tomar uma história e deixá-lo contar a história."

O mesmo vale para os editores, que podem avaliar freelancers contratados para trabalhos.

Em última análise, Varilek disse que espera desenvolver um aplicativo móvel para o HackPack que permita a freelancers e colaboradores ficarem em contato em qualquer lugar. O aplicativo, que está sendo financiado através de uma campanha no KickStarter, irá atualizar automaticamente a localização dos usuários em tempo real. Outras características incluem notificações e integração de e-mail.

Para um rápido tutorial sobre como usar o HackPack, veja o vídeo abaixo (em inglês):

Imagem principal sob licença CC no Flickr via Birger Hoppe

Tags: 

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Twitter message links are opened in new windows and rel="nofollow" is added.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.
Please log in or register in order to comment this post.