Idiomas

Descubra as principais notícias com um novo aplicativo de jornalismo cidadão

Descubra as principais notícias com um novo aplicativo de jornalismo cidadão

Natasha Tynes | 13/06/12

Depois da Primavera Árabe, organizações e empreendedores de jornalismo estão correndo para criar um aplicativo de jornalismo cidadão que pode aproveitar o poder das pessoas de informar sobre eventos ao redor do globo.

Um dos novos programas é a ideia de Mark Malkoun, um empresário de 26 anos de idade, no Líbano. Malkoun espera que seu aplicativo para iPhone, chamado Siggly ganhe a aprovação popular que outros aplicativos de jornalismo cidadão não têm.

Seu melhor recurso? Um sistema do tipo do Reddit em que os votos do público, juntamente com algoritmos, determinam as principais notícias do dia. Depois que os usuários criam mini-histórias através da captura de eventos com suas câmeras iPhone e as categorizam geograficamente, a comunidade vota nessas histórias. As histórias geograficamente categorizadas são direcionadas para os usuários cadastrados da mesma região, tornando o conteúdo mais relevante para eles.

Malkoun acredita que a Primavera Árabe inspirou muitos na região para investir em inovação tecnológica.

"Tecnologia provou ser muito importante aos olhos do mundo árabe, porque em muitos casos, deu liberdade", disse Malkoun à IJNet. "No mundo árabe, o jornalismo cidadão foi, em muitos casos, a única fonte de notícias confiáveis. Agora que as pessoas percebem o seu potencial, só pode haver um aumento na demanda e interesse."

Usuários do Siggly retêm direitos autorais, mas concedem uma licença ao aplicativo para exibir o conteúdo em sua rede. Os jornalistas cidadãos não são pagos pelo conteúdo que produzem, mas Malkoun disse que está negociando com várias organizações de notícias sobre oferecer conteúdo para elas.

A interface estará disponível apenas em inglês, mas Malkoun planeja adicionar mais idiomas. No momento, só aceita fotos, mas uploads de vídeo farão parte do programa, bem como uma versão para Android.

Inicialmente chamado de Signal, quando promovido na imprensa internacional, o aplicativo mudou para Siggly, pois é um nome mais memorável, segundo Malkoun.

Disponível ao público no mês que vem, o aplicativo será gratuito para os usuários. Você pode se inscrever para experimentá-lo aqui.

Imagem cortesia de Mark Malkoun