Idiomas

5 estratégias gratuitas para promover inovação na sua redação

5 estratégias gratuitas para promover inovação na sua redação

Shaheryar Popalzai | 20/01/18

As salas de redação em todo o mundo estão experimentando na construção de equipes que se concentram principalmente na produção de conteúdo visual e ou interativo. Para redações pequenas, isso pode ser um mergulho em águas não testadas, para ver o que funciona e o que não funciona. Esses esforços podem ser um sucesso ou um fracasso: sua equipe de novatos poderá gerar projetos a cada semana ou mês, mas também há uma chance maior de que nada aconteça se não houver uma agenda de publicação consistente ou apoio suficiente dos dirigentes da redação. Ou, pelo menos, é isso que eu vi ao orientar redações paquistanesas e americanas na criação desse tipo de conteúdo.

Trabalhei com vários veículos de comunicação no Paquistão, ajudando a produzir algumas das suas primeiras matérias de vídeo de 360 graus, bem como outros tipos de conteúdo visual inovador. Também passei um tempo com várias redações nos Estados Unidos, mostrando o trabalho que fizemos no Paquistão e vendo como eles fazem as coisas lá, trocando de ideias e estratégias. Essas redações estão fazendo um trabalho incrível: algumas são equipes pequenas, outras, grandes, muitas com recursos limitados. Mas isso não impede que tentem coisas novas e essa é uma lição a ser aprendida.

Sua redação pode não ter recursos ou orçamento disponíveis para construir uma equipe encarregada de produzir histórias visuais/interativas, mas isso não é um fator que deve impedir você de começar.

Então, se você quiser construir a primeira equipe da redação dedicada a conteúdos inovadores, por onde começar? Eis o que eu aconselharia, com base no que aprendi trabalhando com as salas de redação do Paquistão e visitando outros veículos de comunicação nos EUA.

Colaboração é chave

Antes de tentar convencer os dirigentes que sua redação precisa de uma equipe especializada dedicada a conteúdos inovadores, procure colaboradores dentro da redação. Há pessoas em toda a redação que possuem as habilidades necessárias para fazer sua primeira matéria visual/interativa. Um fotógrafo, um jornalista de vídeo, um designer --estes são todos os aliados que você precisa do seu lado. Mostre exemplos do que você quer fazer e proponha uma matéria.

Essas pessoas serão seus campeões. Trabalhe com elas para poder mostrar ao seu editor o que sua redação é capaz de fazaer. Não trabalhe em silos ou em isolamento completo: vá até outras mesas e departamentos, veja se podem ajudá-lo. Há uma boa chance de encontrar todas as pessoas certas que você precisa já na sua redação.

Caso contrário, não tenha medo de colaborações externas. Se não possui um desenvolvedor ou designer a bordo, procure fora de sua organização ou redação. Entre em contato com seu grupo local do Hacks/Hackers na lista de email do NICAR.

Considere: você precisa de uma equipe separada?

Isso realmente depende do quão longe sua direção esteja disposta a ir. Trabalhei e visitei redações que têm equipes exclusivamente focadas na produção de conteúdo inovador. Outras redações não têm uma equipe trabalhando em inovação em tempo integral, mas dependem de uma única pessoa --o gerente do projeto-- que coordena o trabalho, reúne as pessoas certas e assegura a conclusão do projeto. A última abordagem funciona bem se você trabalha em uma redação pequena com um orçamento limitado.

Mais projetos levam a mais apoio da direção

Tente produzir projetos diários ou semanais, não mensais. Isso ajudará a convencer sua direção de que essas matérias não precisam de muitos recursos intensivas. Um hack fácil é começar com histórias em que os repórteres já estão trabalhando: existe uma maneira de adicionar um vídeo 360 graus, uma visualização de dados interativos ou algum outro componente inovador na matéria? Eu tentei essa abordagem em uma mídia no Paquistão e definitivamente valeu a pena. Uma maneira de acelerar sua produção de projetos é construir seus próprios modelos de publicação se o CMS da sua redação não estiver preparado para a tarefa (no entanto, você provavelmente precisará de um desenvolvedor e um designer para fazer isso). Também pode buscar outras soluções como Atavist, Story Maps, Timeline JS ou softwares da Adobe: todos podem ser empregados como poderosas ferramentas de storytelling.

Continue aprendendo novas habilidades
Isso ajudará a trabalhar com desenvolvedores e designers. Não se sinta pressionado a se tornar um especialista, mas tente aprender o suficiente para que você possa "falar" seu idioma. Fazer um curso também pode ajudar. A IJNet reúne oportunidades gratuitas ou de baixo custo.
 
Você também deve tentar acompanhar tecnologias e ideias que se originam fora do jornalismo. O vídeo 360 graus, a realidade virtual e a inteligência artificial são tecnologias inovadoras que emergiram fora do setor de notícias e foram posteriormente incorporadas ao jornalismo. Fique sempre procurando novas maneiras de contar histórias.
É um processo de aprendizagem

Você pode falhar em algumas coisas ao longo do caminho, mas tudo bem. Assuma e aprenda com seus erros!

Shaheryar Popalzai, um jornalista e estrategista digital, foi pioneiro em projetos de vídeo de 360° acessíveis e fáceis de produzir em redações paquistanesas. Popalzai também tem experiência de lançar equipes de jornalismo de dados e usar sensores como forma de gerar novos dados para matérias. Saiba mais sobre seu trabalho como bolsista Knight do ICFJ​ ​​​​​​aqui.

Imagem sob licença CC no Wikimedia Commons via HungerGhost

Tags: 

Comentários

Seo

Algo interessante é investir em SEO https://www.liguesite.com.br/seo/

Segue a dica 

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Twitter message links are opened in new windows and rel="nofollow" is added.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.
Please log in or register in order to comment this post.